E quando o Sol se põe no império...

Página 2 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Rokolev em Sab Dez 29, 2012 10:08 pm

OOC: O impacto em toda a sociedade pela perda de 85 milhões de pessoas é catastrófico, já para não falar que esse número de pessoas não se mata numa noite, isso não se faz do pé para a mão. Há que ter algum senso comum ao escrever as coisas.
avatar
Rokolev

Mensagens : 347

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=gothorum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Dez 30, 2012 12:19 pm

OOC: Já refiz o post.

---------------------------------------

O Imperador está preso, a constituição está pronta. McHitler tem controlo absoluto sobre o Império Austríaco, ninguém o pode parar. É senhor absoluto e incontestável da Austria... ou pelo menos é o que ele pensa.

Convidou o Papa Bartolomeu I a promulgar a nova constituição. Durante a cerimónia o Papa toma a palavra e começa a dizer, perante o olhar atento dos mais de 700 milhões de cidadãos austríacos assim como alguns cidadãos de outros países que puderam assistir à cerimónia através da ABC International: "Compatriotas, amigos! Hoje é um dia que ficará para sempre marcado na infâmia. O regime de opressão continua a avançar. Amigos lapálios, sarvoyenos, portugueses! Intervenham! Salvem o meu povo. Salvem...." No mesmo momento alguns soldados da Legião Austríaca detém o Papa, que é enviado para a mesma cela onde se encontra o Imperador. A cerimónia prossegue, a constituição é promulgada e Constantinopla é oficialmente anexada ao Império. A constituição baseia-se nos seguintes pontos:
  • O Estado adota a denominação de Magno Império Romano-Austríaco.
  • O Reichskanzler é sempre McHitler. É ao mesmo tempo chefe de estado e de governo, eliminando o título e cargo de imperador.
  • McHitler está acima da lei, é a lei.
  • São criados os Reichslands, territórios imperiais, administrados diretamente pela Chancelaria Federal e que são: Novo Ceilão, Nova Zelândia e Nova Guiné.
  • Nos Reichslands não existem garantias de direitos fundamentais.
  • O Reichstag passa a servir como assembleia consultiva.
  • Os estados têm poder somente sobre a construção de obras públicas, perdendo a totalidade da sua autonomia para a Chancelaria Federal.


Os soberanos dos estados restantes, a saber Sultão Hassanal do Brunei, Grã-Duquesa Beatrix de Sumatra e Rainha Elizabeth da Austrália, apresentaram, no momento em que deveriam assinar a constituição, a renúncia conjunta aos seus tronos. Também eles foram detidos e, apesar de tudo, a constituição foi aprovada e em vez de se transformar estes estados em Reichslands, McHitler ordenou que se contactassem os herdeiros para que estes assumissem o trono. O que ele não sabia é que já todos tinham fugido, ou para Lapália ou para Sarvoya (ooc: se não se importarem claro).

Restava agora esperar que alguém interviesse e salvasse os resquícios da democracia na Commonwealth.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Nova Salvador em Dom Dez 30, 2012 5:19 pm

Um bilhete, sem identificação nenhuma, sabendo-se apenas que veio do exterior é entregue por um imigrante neo-soteropolitano, O recado era claro e endereçado ao McHitler, Mate o Papa bartolomeu, criminalizem o homossexualismo, o islamismo e adotem por religião oficial do Império o Neo-pentecostalismo, ou Não terão o nosso apoio.
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Lapália em Dom Dez 30, 2012 5:35 pm

Vários descendentes reais da Commonwealth chegavam aos aeroportos lapálios. Alguns tinham laços de sangue com as casas reais lapálias, e é aí que muitos se dirigem. O rei Charles IX e o Grão-Duque Pedro II reúnem-se para receber estes refugiados, cujas histórias ouvem atentamente. A situação parece crítica a nível humanitário, e os presentes decidem, unanimemente, que é necessário contactar o Consulado e agir rapidamente.


Os envolvidos são recebidos no Consulado, reis, grãos-duques, etc., todos são ouvidos. Havia agora provas suficientes para incriminar o Estado Austríaco, mas Al Gore esperava obter apoios no estrangeiro. Não se conheciam aliados de McHitler, mas o poder militar crescente desta ditadura era um risco e, a intervir, Lapália tinha de garantir não estar sozinha no mundo. Rapidamente, o Secretário-Geral de Diplomacia é incumbido de contactar diversas nações no mundo, a fim de ter, nem que mais não seja, apoio moral.

Os planos da Operação Blitzer são recuperados, e as forças armadas começam a sua preparação.
avatar
Lapália

Mensagens : 645

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Astartia em Dom Dez 30, 2012 6:01 pm

occ: Como sempre Nova Salvador (Ex-Brasil do Norte) a tentar enfiar a religião onde não a querem Rolling Eyes enfim....

Sendo Lapália uma democracia, sabia-se sempre quando haviam movimentações. Não se sabia o que eram ao certo, embora os serviços secretos tentassem saber, mas sabia-se que as haviam, e a lógica indicava que o problema seria o Império Austríaco.....havia que se tomar acção....
avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Dez 30, 2012 6:02 pm

McHtiler lê a mensagem entregue pelo imigrante e logo percebe quem a teria enviado. Encontrava-se agora num dilema, banir a homossexualidade e o islamismo e fazer do neo-pentecostalismo religião oficial era fácil... mas matar o Papa? Não podia fazer isso, era a sentença do seu regime. Rapidamente escreve uma nota: "Acedemos aos pedidos, mas o Papa vive." e envia-a para o Imperador Bertochi. Rapidamente aplica as medidas, excluindo-se o assassinato do Papa.

---------------------

Entretanto em Lapália os vários herdeiros, explicam as atrocidades cometidas, nomeadamente e com especial destaque a detenção do Imperador. Tentam explicar que ele nunca suportou o regime que estava a ser implantado, mas viu-se obrigado a concordar com McHitler para impedir a queda da sociedade comunal. Realçam que, caso o Imperador ainda esteja vivo, pretendem que ele seja reconduzido ao trono, caso contrário, e uma vez que não tem filhos, o título pertenceria, devido a laços históricos e a uma peculiaridade da constituição pré-ditadura, ao Grão-Duque Pedro II.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  São Paulo em Dom Dez 30, 2012 8:01 pm

O Imperador de São Paulo, D. Maximilien I, junto ao Primaz Católico Ortodoxo Paulista, D. Marcos VIII pediu a libertação imediata do Papa Bartolomeu I. Em São Paulo certos setores influentes da sociedade como os nacionalistas estavam prestes à apoiar, mas com o "surto de liberdade" no país fizeram-os mudarem de idéia, passando a pedir que McHitler seja mais moderado em suas ações.
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Dez 30, 2012 8:12 pm

A resposta oficial do Reichskanzler McHitler é que as autoridades espirituais não se devem intrometer nos assuntos políticos, quando isso acontece e os seus atos impedem o avanço e progresso da nação, é considerado crime de Alta Traição ao Estado Federal. Realça também que o que se passa no Magno Império Romano-Austríaco não diz respeito a nações com interesses secundários na jurisdição deste mesmo Magno Império.

Salvé e que viva o Magno Império!
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Rokolev em Dom Dez 30, 2012 9:15 pm

Toda a situação que se passa no auto-intitulado "Império Austríaco" era vista como um acto de total insanidade por parte das elites dominantes do país. Visto que o Reino de Gutland não havia reconhecido a nova liderança política do país, qualquer tipo de comunicado teria de ser feito de forma indirecta.

Num comunicado algo "atirado para o ar" enquanto estava presente na Cimeira da Costa o Chanceler de Gutland, Gundemaro Fernandes, repudiou os acontecimentos e em especial as atrocidades cometidas pelos leais a McHitler. "Um país que diariamente assassina os pilares da democracia, comete crimes contra a humanidade e descrimina pessoas com base em preconceitos jamais poderá ser aceite pela comunidade internacional. Gutland e o seu povo jamais irá aceitar que um bando de criminosos e terroristas seja ouvido na comunidade internacional. Se há alguém que merece ser pisado por uma bota, são as pessoas responsáveis pelas atrocidades que presenciamos todos os dias, não os inocentes."
avatar
Rokolev

Mensagens : 347

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=gothorum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Lapália em Dom Dez 30, 2012 10:28 pm

A Operação Blitzer tinha ficado definida pela maior brevidade possível. O plano era invadir o império, rapidamente e em várias frentes, para derrubar as forças McHitlerianas antes que as mesmas se pudessem organizar. De Southampton partiria uma frota em direcção ao Brunei, auxiliada por raids aéreos. Não era a primeira vez que se pensava numa invasão a McHitler, pelo que se retomam e actualizam os planos originais da ofensiva.


A ofensiva principal seria, contudo, dirigida à Nova Guiné e à capital Sydney. Os soldados austríacos ainda estavam ocupados em submeter os países do Sul, esperando-se que os territórios a norte estivessem, assim, mais desprotegidos. Os três porta-aviões da marinha encontram-se no Mediterrâneo, bem como contingentes da força aérea e do exército. Aos soldados falam-se apenas de exercícios periódicos, o objectivo verdadeiro estava no segredo dos deuses.

A mensagem de Astártia era clara quanto às suas intenções. A qualquer momento podiam declarar guerra a Lapália, e o seu poder não deveria ser descurado. É colocado um contingente de defesa na Ilha de Essex, bem como na costa oeste. É ainda criado um plano para invadir a ilha mediterrânea de Astártia caso a guerra estalasse.


ooc: Vejam o meu mapa para ter noção dos territórios
avatar
Lapália

Mensagens : 645

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Astartia em Dom Dez 30, 2012 10:55 pm

A marinha Astartiana sai dos portos, e movimenta-se para a ilha de Midway, a força aérea prepara-se para bombardear Lapália com bombas incendiárias. Os Astartianos sabiam que as nações liberais eram fracas, havia a confiança que se a guerra fosse ter com Lapália era provável que a sua população se virasse contra o seu próprio governo. Caso isso não acontecesse iriam pelo menos forçar uma guerra de duas frentes a Lapália.

Para forçar ainda mais a mão Lapaliana as forças terrestres começaram-se a concentrar na fronteira com Almada.

No entanto o Ministério dos Negócios Estrangeiros continua a ter esperanças numa solução pacifica....
avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Galiza em Seg Dez 31, 2012 2:01 am

Nova Salvador escreveu:Um bilhete, sem identificação nenhuma, sabendo-se apenas que veio do exterior é entregue por um imigrante neo-soteropolitano, O recado era claro e endereçado ao McHitler, Mate o Papa bartolomeu, criminalizem o homossexualismo, o islamismo e adotem por religião oficial do Império o Neo-pentecostalismo, ou Não terão o nosso apoio.
OOC: então o McHitler recebe um papel sem identificação nenhuma, entregue por um Zé Ninguém, com um fato de exigências absurdas... e ele responde favorábelmente? Olhem, acho que qualquer serviço de inteligência de segunda divisão podia acabar com o "mchitlerismo" com apenas um computador, uma impresora e um bocado de photoshop Razz . Mas pronto, estamos perante um ditador louco. Aliás, semelha que o regime neosoteropolitano não perdeu o suficiente depois da guerra portuguesa, que ainda quer provocar mais ao mundo até ser totalmente aniquilado Twisted Evil . Os cortes de orçamentos militares estavam calculados já?

A Assembléia Galega, reunida em plena convenção [tenho que avançar no meu RP dum raio duma vez Mad ], recebe as notícias do que está a fazer o McHitler e recebe também mensagens de outras nações pedindo que se pronuncie. Apesar de que os galegos aínda estão a discutir o que vão fazer da sua vida, há coisas nas que tanto os galegos espanholistas como os independentistas, tanto os de esquerdas como os de dereitas, concordam, por simples decência humana e convição democrática. Portanto, a Assembléia Geral Provisória da Galiza emite uma declaração unánime de condena ao golpe de estado de McHitler e as suas medidas de perseguição religiosa e homófoba.
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Almada em Seg Dez 31, 2012 4:07 am

Pela primeira vez a população almadense era forçada a prestar atenção ao que se passava no estrangeiro. A notícia de que tropas astartianas se concentravam na fronteira norte geraram algum pânico nas regiões do Pragal e da Trafaria, pois se havia algo que o povo sabia bem era que as defesas do país eram ridículas.

O Exército convocou algumas reservas para o norte e recolocou alguns caças nas bases do interior do Pragal, mas todos sabiam ser apenas um gesto simbólico.

O debate interno também crescia de tom, mas perante as notícias que chegavam da Áustria, os isolacionistas tinham dificuldade em justificar porque devia Almada olhar para o lado enquanto outros povos sofriam às mãos da ditadura. A esquerda colava-se mais à ideia do rearmamento, e alteração constitucional levada a cabo pelo Parlamento uns meses antes fazia agora todo o sentido, bem como a Cimeira da Costa. Inadvertidamente, Astaria tinha dado uma força política ao governo e à esquerda em geral que estes nem haviam sonhado meses antes.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Nova Salvador em Seg Dez 31, 2012 4:48 am

O General César Borges baixa uma ordem concentrando 200 recrutas do Serviço Militar Obrigatório na Base Militar do Dragão (ilha próxima a Piratininga/SP) A ordem é clara, proteger a Áustria em caso de ataque.
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Nova Salvador em Seg Dez 31, 2012 4:51 am

Galiza escreveu:
Nova Salvador escreveu:Um bilhete, sem identificação nenhuma, sabendo-se apenas que veio do exterior é entregue por um imigrante neo-soteropolitano, O recado era claro e endereçado ao McHitler, Mate o Papa bartolomeu, criminalizem o homossexualismo, o islamismo e adotem por religião oficial do Império o Neo-pentecostalismo, ou Não terão o nosso apoio.
OOC: então o McHitler recebe um papel sem identificação nenhuma, entregue por um Zé Ninguém, com um fato de exigências absurdas... e ele responde favorábelmente? Olhem, acho que qualquer serviço de inteligência de segunda divisão podia acabar com o "mchitlerismo" com apenas um computador, uma impresora e um bocado de photoshop Razz . Mas pronto, estamos perante um ditador louco. Aliás, semelha que o regime neosoteropolitano não perdeu o suficiente depois da guerra portuguesa, que ainda quer provocar mais ao mundo até ser totalmente aniquilado Twisted Evil . Os cortes de orçamentos militares estavam calculados já?

A Assembléia Galega, reunida em plena convenção [tenho que avançar no meu RP dum raio duma vez ], recebe as notícias do que está a fazer o McHitler e recebe também mensagens de outras nações pedindo que se pronuncie. Apesar de que os galegos aínda estão a discutir o que vão fazer da sua vida, há coisas nas que tanto os galegos espanholistas como os independentistas, tanto os de esquerdas como os de dereitas, concordam, por simples decência humana e convição democrática. Portanto, a Assembléia Geral Provisória da Galiza emite uma declaração unánime de condena ao golpe de estado de McHitler e as suas medidas de perseguição religiosa e homófoba.


ooc: Bilhete manuscrito é meio difícil de se copiar, a caligrafia do Embaixador neo-soteropolitano na Áustria era bem conhecida, agora não se esqueça que somente com autorização assinada de próprio punho pelo Imperador, um cidadão pode deixar o país...
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Seg Dez 31, 2012 11:06 am

McHitler não era burro, mal recebeu notícias da Gestapo, a polícia secreta do estado, que começavam a haver movimentações lapálias começou a aumentar as patrulhas, em especial nas fronteiras, ninguém podia sair, nem mesmo astartios ou neo-soteropolitanos, a menos que tivessem autorização assinada pelo próprio Reichskanzler e pelo Governo da União ou de Nova Salvador. McHitler não era nada burro, sabia que mais cedo ou mais tarde isto ia acontecer, por isso é que ordenou que fosse enviada a Legião Austríaca para os estados reconquistados, para permitir que o Bundesarmee (ooc: Exército Federal) regressasse à Austrália e a Sydney. Algumas divisões foram enviadas para Sumatra e para o Brunei, mas lá dependiam totalmente dos batalhões da Legião Austríaca locais. Entretanto, e num golpe para se tentar legitimar forçou o Imperador a aparecer em público e a renunciar ao trono, isto mais uma vez transmitido na NBC e na NBC International. Convocou para dois dias depois a cerimónia de coroação do novo imperador, ele próprio. Seria também coroado Rei da Austrália, Grão-Duque de Sumatra e Sultão do Brunei.

--------------------------------------------

Num ato com a clara intenção de mostrar o seu poder ilimitado, McHitler fez-se coroar pelo Papa Bartolomeu I, que procedeu a toda a cerimónia algemado e com uma escolta de 4 oficiais da Guarda Pretoriana. Adotou um título ostensivo: Sua Magna e Venerável Majestade Imperial, Real, Grã-Ducal e Austríaca, o Reichskanzler Adolfo Jackson von Hessen und Bragança-McHitler, pela Graça de Deus e da manifesta vontade do Povo, Magno Imperador do Magno Império Romano-Austríaco, Rei da Austrália, Grão-Duque de Sumatra, Sultão do Brunei, Senhor Absoluto de todos as Reichslands, Soberano Absoluto e Chanceler Federal do Magno Império Romano-Austríaco, Oberkomando das Forças Armadas Imperiais e Federais, Líder de todas as milícias, Mais nobre entre os nobres, Mais rico entre os burgueses, Mais poderoso entre todos os políticos e Líder e Defensor Perpétuo da Áustria.
Esperava com tudo isto impedir o avanço de Lapália para uma guerra. Começou também uma forte campanha de propaganda especialmente focada nos milhares de integralistas portugueses que fugiram para a Áustria. A Legião Austríaca estava a receber reforços a toda a força, alguns campos de concentração já estavam construídos e as suas fábricas de armas já estavam a produzir. Tudo isto graças a milhares negros escravizados e a alguns islâmicos e homossexuais que não foram vendidos ao setor privado.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Seg Dez 31, 2012 11:08 am

Galiza escreveu:
Nova Salvador escreveu:Um bilhete, sem identificação nenhuma, sabendo-se apenas que veio do exterior é entregue por um imigrante neo-soteropolitano, O recado era claro e endereçado ao McHitler, Mate o Papa bartolomeu, criminalizem o homossexualismo, o islamismo e adotem por religião oficial do Império o Neo-pentecostalismo, ou Não terão o nosso apoio.
OOC: então o McHitler recebe um papel sem identificação nenhuma, entregue por um Zé Ninguém, com um fato de exigências absurdas... e ele responde favorábelmente? Olhem, acho que qualquer serviço de inteligência de segunda divisão podia acabar com o "mchitlerismo" com apenas um computador, uma impresora e um bocado de photoshop Razz . Mas pronto, estamos perante um ditador louco. Aliás, semelha que o regime neosoteropolitano não perdeu o suficiente depois da guerra portuguesa, que ainda quer provocar mais ao mundo até ser totalmente aniquilado Twisted Evil . Os cortes de orçamentos militares estavam calculados já?

A Assembléia Galega, reunida em plena convenção [tenho que avançar no meu RP dum raio duma vez ], recebe as notícias do que está a fazer o McHitler e recebe também mensagens de outras nações pedindo que se pronuncie. Apesar de que os galegos aínda estão a discutir o que vão fazer da sua vida, há coisas nas que tanto os galegos espanholistas como os independentistas, tanto os de esquerdas como os de dereitas, concordam, por simples decência humana e convição democrática. Portanto, a Assembléia Geral Provisória da Galiza emite uma declaração unánime de condena ao golpe de estado de McHitler e as suas medidas de perseguição religiosa e homófoba.

McHitler conhecia o modo de atuar dos neo-soteropolitanos, por isso é que ele logo respondeu enviando um bilhete para o próprio Imperador Bertochi de Nova Salvador. Além disso, e como o Nova Salvador já explicou, lá as leis de imigração são lixadas....
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Seg Dez 31, 2012 11:37 am

McHitler decide dissolver o Reichstag, mas desta vez não tenciona influenciar as eleições e para o provar envia o seguinte telegrama a todos os governos:
Magno Império Romano-Austríaco
Palácio Imperial D. Manuel
Gabinete do Magno e Venerável Imperador Mikhael I

Majestades e excelências,

Salvé!
Vendo as atrocidades ditas sobre o meu nobre país, nomeadamente sobre a inexistência de democracia, venho por meio desta convocar-vos a enviar representantes para formarem uma Comissão Eleitoral e um Conselho Constitucional com as funções de supervisionar as eleições para o Reichstag e de avaliar a constituição e as leis aprovadas desde que o meu partido chegou ao poder, respetivamente.

Que viva o Magno Império!
Sua Magna e Venerável Majestade Imperial, Real, Grã-Ducal e Austríaca
Mikhael I (Adolfo Jackson von Hessen und Bragança-McHitler)
Magno Imperador do Magno Império Romano-Austríaco, Reichslanzler, &c. &c.

Isto era arriscado, afinal todos os partidos, da extrema-esquerda à extrema-direita, poderiam participar nas eleições, poderia ser destronado a qualquer momento caso o PNSPV não obtivesse maioria absoluta... Agora o seu maior problema seria o PPGC, que começou a criticá-lo publicamente e disse que enquanto partido "protetor da coroa" não poderia permitir que Dinis de Bragança continuasse preso e ainda por cima perdesse todos os títulos e poderes. O PPGC que havia promovido e apoiado McHitler começava agora a pedir a restauração da Comunidade dos Estados Livres, mas isso estragaria todo o trabalho que McHitler promoveu durante quase uma década. Mas o pior seria o Conselho Constitucional, caso chumbasse a constituição teria que convocar as Cortes Constituintes. Secretamente enviou um pedido aos astartios, pedia que começassem a formar um Movimento para uma União Nacional no Magno Império, para poderem fazer um coup d'état caso ele tivesse que convocar as Cortes Constituintes.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Sarvoya em Seg Dez 31, 2012 5:21 pm

ooc: meu ritmo está lento nesse período de festas, não sabia de nada Razz

O Principado de San Andreas recebe refugiados de Brunei através de Southampton, alguns viajam dali para o Curdistão. A Marinha da California disponibiliza duas divisões a comando das forças armadas de Southampton para a investida a Brunei. Os radares e mísseis no Deserto de Monterrey iniciados durante a Guerra "Civil" de Portugal estavam prontos e disponíveis para uso (região ao longo da fronteira com Almeida-Brás). A desculpa da renúncia dos líderes da Commonwealth não foi aceita pela Confederação.



Uma das bases militares ao longo do Deserto de Monterrey
avatar
Sarvoya

Mensagens : 857

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/gustavopfurla

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Seg Dez 31, 2012 9:51 pm

Os herdeiros continuam a pressionar os lapálios, invocam todas as razões, contactam todos os seus familiares com influências no Consulado... Falam sobre os campos de concentração, a situação deplorável da cela do Imperador D. Dinis II e do Papa Bartolomeu I, sobre as medidas de repressão da homossexualidade e do islamismo.

O Príncipe-Herdeiro do Brunei e alguns filhos dos Cônsules da Nova Zelândia e do Príncipe-Eleito da Nova Guiné que fugiram para Sarvoya começam também a pressionar o governo da confederação a intervir.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  São Paulo em Ter Jan 01, 2013 12:25 am

Em São Paulo, as Forças Armadas, às vésperas do Réveillon estavam com seu contingente máximo e prontos para ocuparem a ilha que serve base naval neosoteropolitana/baiana próxima à São Paulo, caso Bertochi I resolvesse fazer alguma "cagada de baiano" (em um bom paulistanês) como de costume, para evitar ao máximo Portugueses e Lápalos próximos do território Paulista.

Maximilien I já estava com seu fraque para o Baile de Ano Novo, no Theatro Municipal de São Paulo, mas voltou correndo a seu gabinete ligando ao Imperador Bertochi pedindo a ele "além de um bom Ano Novo, meu amigo, mas Prudência, caspita, não faça os canhões de São Paulo cantarem em Salvador novamente por imprudência sua!!! Pelo amor de Deus!!!". Assim entrava o novo ano, com um louco evangélico, também de matriz brasileira com armas em suas portas sem saber o motivo
.


OOC: Vou fingir que não sabemos para qual a finalidade da movimentação soteropolitana, mas conseguimos identificar.
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Ter Jan 01, 2013 12:08 pm

McHitler, vendo o fim próximo, renuncia ao título de Magno Imperador, e transfere todo o poder para o Conselho Constitucional ainda por formar (ooc: quem quiser fazer parte que apresente 1 representante para integrar o conselho neste tópico).

Bundesanzeiger - 0002/13 escreveu:1 de Janeiro de 2013 - Edição Especial

Carta de Renúncia
de Sua Magna e Venerável Majestade Imperial, Real, Grã-Ducal e Austríaca

Salvé!
Nós, Mikhael, pela Graça de Deus e da Manifesta Vontade do Povo, Magno e Venerável Imperador da Áustria, Oberkomando das Forças Armadas Imperiais, Soberano Absoluto e Constitucional de todos os Reichslands &c. &c. vimos por meio desta apresentar a nossa

RENÚNCIA
a este nosso título e cargo de Chefe de Estado. Continuaremos, no entanto, a exercer a Chefia de Estado pro tempore enquanto Reichskanzler, devido à inexistência de um Reichstag eleito e consequentemente a inexistência de um Presidente-Geral deste mesmo Reichstag que possa exercer a chefia de estado temporária nos termos da nossa Magna Constituição. Exerceremos, portanto, a chefia de estado até que se forme um Conselho Constitucional formado por representantes de todas as nações que desejarem dele participar.

Consideramos, por fim, que todo o nosso trabalho foi feito pela pátria e para a pátria. Todas as nossas ações foram no nosso entender necessárias para o progresso e manutenção da federação pela qual os nossos ancestrais pais lutaram contra as forças colonialistas. Não permitiremos portanto que as nossas ações sejam julgadas por qualquer um que não seja nosso igual, ou seja, só permitiremos que as nossas ações sejam julgadas pelo próximo Imperador destas terras que nos aprouve chamar Áustria.

Que viva o Magno Império!
Mikhael I (Adolfo Jackson von Hessen und Bragança-McHitler)
Magno e Venerável Imperador da Áustria
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Ter Jan 01, 2013 2:19 pm

McHitler esperava que todo este teatro convencesse os lapálios a manterem, como ele dizia, "as patinhas fora do Império". Entretanto, separou a Nova Guiné, o Novo Ceilão e a Nova Zelândia do Magno Império e criou um estado fantoche que serviria somente para suportar toda a economia de guerra do Magno Império. Chamou a este estado República Social Austríaca. Esta república fantoche seguia os princípios astartios. Portanto tratou logo de reunir os mais poderosos empresários e aconselhou-os a mudarem-se para lá, formando a noblesse. Agora, como Reichskanzler e Vice-Imperador da Áustria Imperial e Consul da Áustria Social podia ao mesmo tempo aumentar dramaticamente a qualidade de vida daqueles que ele chamava de "verdadeiros austríacos", ou seja os que residiam na Austrália, Sumatra, Sydney e Brunei, descendentes de portugueses e lapálios, enquanto eliminava os negros vindos das Áfricas e os nativos.

Abriu a fronteiras do Magno Império, levantou a censura e dissolveu a Gestapo. Entretanto na Áustria Social fechou as fronteiras, fundou uma nova Gestapo, instaurou fortes medidas de censura e começou a construção de mega cidades ao estilo astartio, tudo isto financiado por enormes magnatas sedentos de dinheiro e possibilitado por milhares de negros escravizados. Ninguém sabia do que estava a acontecer na Áustria Social, pois a cada centímetro era fortemente patrulhado tanto pela Gestapo como pela Polícia de Manutenção da Ordem.

------------------------------------------------

Um pouco por todos os estados do Magno Império começaram a surgir manifestações de apoio a McHitler, sendo que a maior em Sydney atingiu a notável marca de 2,7 milhões de participantes. Todos pediam "uma Comunidade dos Estados Livres federal, monárquica, liderada por McHitler e com D. Dinis no trono.

Mas o Reichskanzler não sabia se devia ceder, afinal as pessoas estavam a pedir a restauração da Constituição de 1915, e apesar de o quererem no poder, o que aconteceria se ele perdesse as eleições? E se o Imperador se recusasse a nomeá-lo para a chefia do comissariado? Todo o trabalho dos 9 anos que está no poder podia desaparecer em cinco minutos... Pior, e se quisessem que a Áustria Social se voltasse a juntar à Áustria Imperial? Isso não podia acontecer! Decidiu deixar tudo nas mãos do Conselho Constitucional.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Almada em Qui Jan 03, 2013 10:53 pm

ooc: lembrem-se que só podem repostar quando os outros jogadores tiverem reagido. O rp recuou até este post, editem os vossos tópicos para reflectir isto sff.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Sex Jan 04, 2013 3:09 pm

Entretanto em Londres o Marquês de Sydney e Presidente da Pear Inc, Sir Tom de Bragança e Windsor, parente distante da ex-Rainha da Austrália e do ex-Imperador, começa a organizar os herdeiros no sentido de organizarem uma conferência e mesmo assinarem um documento pedindo a demissão de McHitler. Ao mesmo tempo, a Secretaria de Estado de Diplomacia da República Social Austríaca emite um comunicado oficial pedindo aos países que detivessem e expatriassem os herdeiros para serem presentes a julgamento por Alta Traição à Pátria.


Sua Alteza Imperial e Real, Sir Tom de Bragança e Windsor
Cavaleiro de Sua Majestade Imperial
Marquês de Sydney pela Comunidade
Duque de Adelaide pelo Reino da Austrália
Portador da Medalha de Mérito Empresarial (Grau de Platina) pelo Sultanato do Brunei

Informações Importantes:
Idade -> 27 anos
Ideologia Política -> Pró-Lapália, monárquico, conservador cristão
Filhos -> Nenhum
Estado Civil -> Solteiro

----------------------------------------

Entretanto a notícia do embargo de Almada cai que nem uma bomba na Chancelaria, mas McHitler faz uma jogada inteligente, manda substituir a bandeira Imperial pela bandeira da República Social, afinal o embargo era contra o Magno Império....

Mas também surgem boas notícias, os presos da ilha de Fernando de Noronha são recebidos pelo próprio Reichskanzler que lhes atribui imediatamente cidadania austríaca e os envia para uma fábrica na Nova Guiné.


(ooc: convém explicar apesar da República Social Austríaca e o Magno Império Romano-Austríaco serem dois estados independentes a cidadania é a mesma para os dois, ao ser-se cidadãos do Magno Império é-se cidadão da República e vice-versa)
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum