E quando o Sol se põe no império...

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Nova Salvador em Ter Fev 05, 2013 10:36 am

Altinia escreveu:
Lapália escreveu:
Os lapálios protegem os soldados altínios, impedindo que sejam mais agredidos. A sugestão do Comando é ocuparem-se de questões administrativas, em zonas mais urbanas, ou patrulharem apenas zonas pouco habitadas e rurais. Apenas para "própria protecção" dos altínios, os lapálios não iam passar a vida a defender os outros soldados, havia mais que fazer...

Os soldados de Altínia acataram o pedido e o governo verificou a possibilidade de retornar parte do contingente, que talvez será excessivo para as funções para as quais foram designados.

Enquanto isso em Nova Salvador...

Senador José Agripino: Viu essa? Os merdinhas de Altina parecem ser especialista em viadagem, se fossem treinados por Soteropolitanos seriam homenss de verdade

Senador Bispo Geraldo Tenuta: Tens toda razão, Zé, esses palermas de Altina não duram 4 segundos em uma guerra.
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  São Paulo em Ter Fev 05, 2013 3:30 pm

Entre o Comando Militar Paulista, em um português bem direto e nada político disseram claramente a imprensa local e internacional:


General Augusto Antônio Heleno de Faria Lima na coletiva de imprensa

- Não nos importamos se essas bichas frouxas se matarem. Eles destruíram a vida de milhões quando escravizava as minorias e agora se fazem por vítimas?! Nós, o Império Paulista acreditamos que junto a Lapália possamos prover a verdadeira revolução democrática no Commonwealth Austríaco. Vamos mostrar aos austríacos do commonwealth que é possível crescer econômicamente com um estado social e democrático de direito! É por isso que estamos aqui, ojerizamos qualquer tipo de tentativa de tachar-nos de "colonizadores", isso não é uma missão de expedição, isso é uma força expedicionária para combater Crimes contra a Humanidade!
[Barulhos no recinto]

- McHitler e seu Hitlerianismo...[o general Faria Lima é interrompido pelo seu ajudante de ordens]... senhores, acabo de saber que o Papa Bartolomeu acabou de se suicidar em amor à McHitler. Lamentável essa postura, é como diziamos, quem quiser ir com eles, que vá! Que Deus os perdoem pois a Lei não irá fazê-los.


O General Faria Lima se retira do local e determina a ocupação imediata de Constantinopla e também ao IV Comando, do Coronel Youssef para que utilizem de suas tropas policiais para ajudarem aos Lapálios para sanarem qualquer tipo de manifestação popular e além disso, emitiu um decreto de busca e captura de todos os líderes hitleristas.

Começava a Operação Devassa. Edifícios Governamentais e Partidários de McHitler foram tomados de assalto pela Polícia Federal, ROTA e pela Tropa de Choque da Força Pública Paulista, em áreas aonde as Forças Lapálias atuavam. Documentos, computadores, dinheiro em espécie. ]


ROTA junto aos Investigadores da Polícia Federal na Operação Devassa



Investigadores da Polícia Federal apreendendo computadores do Gabinete de McHitler e de seus partidários
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Sarvoya em Ter Fev 05, 2013 3:55 pm


Médicos sem Fronteiras

Os MsF entram em solo comunal para cuidar dos feridos de ambos os lados. Eles serão também responsáveis de observar incidentes de crime de guerra, tortura e outras violações aos direitos humanos por parte das tropas intervensoras, assim denunciando-os para serem julgados em Areeiro ao mesmo lado de McHitler.
avatar
Sarvoya

Mensagens : 857

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/gustavopfurla

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Sarvoya em Sab Fev 09, 2013 6:00 pm

TV Esperanto escreveu:Ministro da Segurança Paulo Khan vai à TV Esperanto mandar um recado para os países envolvidos na invasão da Commonwealth.

_ Não é mais necessária esta intervenção, McHitler foi capturado, levem-no embora para Almada de uma vez e deixe as coisas se acertarem na Commonwealth. Vamos fazê-los assinar um compromisso de levar as coisas respeitando os Direitos Humanos pá. Já basta dessa palhaçada. Estou instruindo o Primeiro Ministro a marcar reunião com os Chefes de Estado de Lapália e São Paulo. E caso não aceitem é porque não estão um pingo preocupados com a situação do povo na Commonwealth.
avatar
Sarvoya

Mensagens : 857

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/gustavopfurla

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Fev 10, 2013 8:29 am

Sarvoya escreveu:
TV Esperanto escreveu:Ministro da Segurança Paulo Khan vai à TV Esperanto mandar um recado para os países envolvidos na invasão da Commonwealth.

_ Não é mais necessária esta intervenção, McHitler foi capturado, levem-no embora para Almada de uma vez e deixe as coisas se acertarem na Commonwealth. Vamos fazê-los assinar um compromisso de levar as coisas respeitando os Direitos Humanos pá. Já basta dessa palhaçada. Estou instruindo o Primeiro Ministro a marcar reunião com os Chefes de Estado de Lapália e São Paulo. E caso não aceitem é porque não estão um pingo preocupados com a situação do povo na Commonwealth.

Os legalistas aplaudem o posicionamento largamente. Os democratas também festejam mas realçam que a manutenção de um pequeno contigente militar lapálio não é de todo má ideia.
Entretanto ambos os partidos exigem que o comando lapálio tome alguma medida contra os paulistas, eles não podem desarmar as forças paramilitares, ou qualquer cidadão, uma vez que pelo Decreto 1-A a Constituição de 1956 encontra-se novamente em vigor, e esta permite o livre porte de armas, na verdade todas as constituições permitiam, portanto a medida paulista de retirar as armas às forças paramilitares dos partidos é vista como um atentado aos direitos dos cidadãos.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Lapália em Dom Fev 10, 2013 3:04 pm

As manifestações paramilitares fazem lembrar o período de McHitler... Se nada fosse feito, a Commonwealth ia passar por um círculo vicioso de democracia-ditadura, e da próxima os lapálios não contavam intervir... Os soldados começavam a pensar que não havia solução para aquele país, toda a gente amava McHitler e queria-o de volta. Pelo menos quanto a esta última, não seria pelos lapálios que aconteceria.

Para acabar com as manifestações militares, é emitido um recado que, embora subtil, é claro. "As condições para a realização de eleições ainda não estão reunidas. Assim que cessarem demonstrações intimidatórias contra a população e a paz esteja restabelecida, daremos início ao processo de eleições". Ao mesmo tempo, é enviado um convite a Gutland, Almada, Galiza, Portugal e São Paulo, para que enviem representantes para as eleições.
avatar
Lapália

Mensagens : 645

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Altinia em Dom Fev 10, 2013 3:14 pm

Pela vontade popular e pelas ordens emanadas do governo, Altínia retira suas tropas da Commonwealth, nos próximos 15 (quinze) dias.


REINO DE ALTÍNIA

Presidência de Governo
Governo Provisório


Em nome de SUA MAJESTADE REAL, Dom Carlos III, pela Graça de Deus e pela aclamação de todos os povos da Terra, o Rei e defensor perpétuo da nação de Altínia, eu, Françoise Michelit, Presidente de Governo de Altínia, faço saber a todos os altínios e a quem mais for interessado que;


DECRETO, o seguinte:


Art. 1º - Deverão ser retirados todos os contingentes militares de Altínia que possam ainda se encontrar na Commonwealth, concedendo aos contingentes o prazo máximo de 15 (quinze) dias, para seu retorno para o Reino de Altínia.
Art. 2º - Decreta-se bloqueio econômico total ao Império de São Paulo, em razão de sua política internacional hostil aos interesses altínios e em razão de sua permanência na ímpia guerra da Commonwealth, da qual, o Reino de Altínia se retira neste presente ato.
Art. 3º - Altínia não se envolverá em questões de diplomacia internacional acerca dos interesses Lapálios e da Commonwealth, enquanto perdurar o conflito em questão, acerca de questões atinentes a este.
Art. 4º - Entra em vigor no ato de sua publicação.


Monte Althós, 10 de Fevereiro de 2013.


FRANÇOISE MICHELIT
Presidente de Governo
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Fev 10, 2013 4:43 pm

Lapália escreveu:
As manifestações paramilitares fazem lembrar o período de McHitler... Se nada fosse feito, a Commonwealth ia passar por um círculo vicioso de democracia-ditadura, e da próxima os lapálios não contavam intervir... Os soldados começavam a pensar que não havia solução para aquele país, toda a gente amava McHitler e queria-o de volta. Pelo menos quanto a esta última, não seria pelos lapálios que aconteceria.

Para acabar com as manifestações militares, é emitido um recado que, embora subtil, é claro. "As condições para a realização de eleições ainda não estão reunidas. Assim que cessarem demonstrações intimidatórias contra a população e a paz esteja restabelecida, daremos início ao processo de eleições". Ao mesmo tempo, é enviado um convite a Gutland, Almada, Galiza, Portugal e São Paulo, para que enviem representantes para as eleições.

Os partidos respondem ao lapálios: "Paramos de mostrar do que somos capazes quando todas as forças militares, excetuando-se as lapálias, se retirarem de território comunal. Damos um prazo 30 dias para que isso aconteça, caso contrário estamos em condições de assumir o controlo do país pela força, se necessário."
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Almada em Dom Fev 10, 2013 7:36 pm

O governo almadense recusa enviar observadores para eventuais eleições enquanto os responsáveis políticos da Commonwealth continuarem com um discurso em que fazem ameaças de violência e continuação do conflito.

O primeiro-ministro Tomás Costa oferece-se para mediar conversações entre o governo lapálio e os principais partidos da Commonwealth.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  São Paulo em Dom Fev 10, 2013 9:20 pm

Visto o estado pacífico que as tropas paulistas encontraram em Constantinopla, a capital religiosa da Áustria, a ausência de forças paramilitares e de partidários hitleristas que ofereçam risco à segurança pública e a transição democrática no Commonwealth, o General Antônio Heleno de Faria Lima, comandante da Junta Militar Paulista para o Commonwealth ordenou a retirada das tropas militares regulares mas ordenou uma devassa no interior de Constantinopla a busca de documentos ou campos de detenção hitleristas e junto a retirada, o reforço de tropas de segurança pública para manter a ordem pública, política e social em Constantinopla.


General Antônio Heleno de Faria Lima com traje de gala entregando o presente das tropas paulistas a Sua Santidade Ortodoxa

O General Heleno de Faria Lima presenteou em nome dos Militares Paulistas à Sua Santidade, D. Clemente XX, Papa da Ortodoxia Comunal, com um ícone de "Nossa Senhora dos Paulistas", a Nossa Senhora Aparecida, como um símbolo de pacifismo da missão, que não é para ocupação. Inclusive anunciou o novo Quartel-General da Junta Militar da Missão para o Commonwealth, em Constantinopla, alugando um hotel inteiro para as tropas e o generalato paulista para tal o general também convidou os líderes partidários comunais para uma reunião no novo quartel general.


Vista do Hotel Four Seasons de Constantinopla, alugado e pago previamente pelo Governo de São Paulo para alocar as tropas paulistas enquanto estiverem em Constantinopla




O Governo Paulista declarou que só enviará representantes para fiscalizar as eleições comunais caso as Milícias Partidárias larguem suas armas e parem de oferecer riscos à Transição Democrática do Hitlerismo à Democracia Real. Já em relação ao "bloqueio total" de Altina e Sarvoya, o Chanceler Tancredo Neves disse que mesmo que caso necessário fosse, os submarinos nucleares da Marinha Paulista iriam irromper este bloqueio. "Não tememos nações teocráticas como Altina, agora lamentamos a postura de Sarvoya que até ontem era uma nação amiga mas ousou convocar Sua Majestade, o nosso Imperador Maximilien de forma ilegítima, afrontando a Soberania Nacional de São Paulo"
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Altinia em Dom Fev 10, 2013 9:28 pm

São Paulo escreveu:Visto o estado pacífico que as tropas paulistas encontraram em Constantinopla, a capital religiosa da Áustria, a ausência de forças paramilitares e de partidários hitleristas que ofereçam risco à segurança pública e a transição democrática no Commonwealth, o General Antônio Heleno de Faria Lima, comandante da Junta Militar Paulista para o Commonwealth ordenou a retirada das tropas militares regulares mas ordenou uma devassa no interior de Constantinopla a busca de documentos ou campos de detenção hitleristas e junto a retirada, o reforço de tropas de segurança pública para manter a ordem pública, política e social em Constantinopla.


General Antônio Heleno de Faria Lima com traje de gala entregando o presente das tropas paulistas a Sua Santidade Ortodoxa

O General Heleno de Faria Lima presenteou em nome dos Militares Paulistas à Sua Santidade, D. Clemente XX, Papa da Ortodoxia Comunal, com um ícone de "Nossa Senhora dos Paulistas", a Nossa Senhora Aparecida, como um símbolo de pacifismo da missão, que não é para ocupação. Inclusive anunciou o novo Quartel-General da Junta Militar da Missão para o Commonwealth, em Constantinopla, alugando um hotel inteiro para as tropas e o generalato paulista para tal o general também convidou os líderes partidários comunais para uma reunião no novo quartel general.


Vista do Hotel Four Seasons de Constantinopla, alugado e pago previamente pelo Governo de São Paulo para alocar as tropas paulistas enquanto estiverem em Constantinopla




O Governo Paulista declarou que só enviará representantes para fiscalizar as eleições comunais caso as Milícias Partidárias larguem suas armas e parem de oferecer riscos à Transição Democrática do Hitlerismo à Democracia Real. Já em relação ao "bloqueio total" de Altina e Sarvoya, o Chanceler Tancredo Neves disse que mesmo que caso necessário fosse, os submarinos nucleares da Marinha Paulista iriam irromper este bloqueio. "Não tememos nações teocráticas como Altina, agora lamentamos a postura de Sarvoya que até ontem era uma nação amiga mas ousou convocar Sua Majestade, o nosso Imperador Maximilien de forma ilegítima, afrontando a Soberania Nacional de São Paulo"

Altínia é um Estado Laico desde a Revolução. Só para constar.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Fev 10, 2013 9:45 pm

OOC: A Igreja Católica Apostólica Livre não é, per say, uma Igreja Ortodoxa, mas também não é uma Igreja Católica. É mais uma mistura entre as duas, por um lado levantou o celibato dos seus membros e permite o casamento homossexual, mas pelo outro mantém a rígida estrutura da Igreja Romana e tem aquele velho hábito de fundar escolas católicas. Do mesmo modo, Constantinopla é uma cidade-estado, mais ou menos do tamanho do Vaticano (a Constantinopla da Igreja não ocupa toda a cidade de Constantinopla, mas apenas um pedaço, tal como acontece com o Vaticano, que não ocupa Roma inteira) e portanto não tem espaço para campos de detenção nazis... Até porque o McHitler era um homem de fé.

Em relação à reunião com os líderes partidários... eles estão com os lapálios, manda alguém para lá. Estão no Palácio do Comissariado em Sydney.

O Papa Clemente XX aceita alegremente o presente dos paulistas e envia felicitações para o Patriarca Paulista, depois aproveita e volta a tocar no assunto da ocupação do Patriarcado de Constantinopla, parte integrante dos Estados Papais, pede aos militares paulistas solidariedade e que tentem convencer os lapálios a abandonar a cidade, realçando "que mal é que uma cidade-estado lhes pode fazer?". Compromete-se a disponibilizar uma das igrejas de Constantinopla para que os militares possam assistir à missa com rito paulista (creio que o rito das missas paulistas é diferente do rito constantinopolitano). Do mesmo modo garante aos paulistas que podem retirar as forças policiais das ruas de Constantinopla pois a Guarda Australiana (equivalente à Guarda Suíça do Vaticano) encontra-se em condições de garantir a segurança da cidade.

No fim de tudo volta a pedir moderação e que Deus guie todas as ações dos ocupantes da Commonwealth. Isto mostra as diferenças entre os Estados Papais e o resto do povo da Comunidade, enquanto os primeiros vêem os paulistas como homens de fé e boas pessoas, os segundos vêem-nos como oportunistas que intervieram na Guerra apenas para tirar algum lucro dela...
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Lapália em Dom Fev 10, 2013 10:45 pm

O Comando explica que apenas se encontra na cidade de Constantinopla para a defender de possíveis ataques terroristas. Contudo, se o Papado insistisse, poderiam sair, na condição de nunca mais lá voltar, nem que o Papa "venha pedir de joelhos", nem que a cidade fosse tomada por rebeldes. Entretanto, continuava-se à espera do desarmamento das milícias para prosseguir nas eleições. O convite de Almada é aceite, só se esperava pela reacção dos partidos.
avatar
Lapália

Mensagens : 645

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Fev 10, 2013 10:49 pm

Lapália escreveu:
O Comando explica que apenas se encontra na cidade de Constantinopla para a defender de possíveis ataques terroristas. Contudo, se o Papado insistisse, poderiam sair, na condição de nunca mais lá voltar, nem que o Papa "venha pedir de joelhos", nem que a cidade fosse tomada por rebeldes. Entretanto, continuava-se à espera do desarmamento das milícias para prosseguir nas eleições. O convite de Almada é aceite, só se esperava pela reacção dos partidos.

OOC: Almada ou São Paulo?

----------

Os partidos garantem que não farão uso das suas milícias para mais nada a não serem funções policiais. Realçam também que nos termos da Constituição de 1956 qualquer cidadão pode possuir e portar armas.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  São Paulo em Dom Fev 10, 2013 11:40 pm

Juristas da Academia de Direito de São Paulo interpretam, segundo a doutrina jurídica, que estando o Commonwealth ocupado, não há vigência de Constituição mas sim das normas dos Estados Ocupantes para este Estado. (OOC: Vide o Japão Rendido ou a Alemanha Ocidental e Oriental nos primeiros anos do pós-Guerra).
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Altinia em Dom Fev 10, 2013 11:42 pm

Apesar de Altínia ter deixado o conflito, temos um último apelo:

PELA LIBERDADE DA COMMONWEALTH
COMMONWEALTH FREE NOW!!!
SOBERANIA PARA A COMMONWEALTH
LEGALIDADE, DIGNIDADE E HUMANIDADE!
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Dom Fev 10, 2013 11:49 pm

São Paulo escreveu:Juristas da Academia de Direito de São Paulo interpretam, segundo a doutrina jurídica, que estando o Commonwealth ocupado, não há vigência de Constituição mas sim das normas dos Estados Ocupantes para este Estado. (OOC: Vide o Japão Rendido ou a Alemanha Ocidental e Oriental nos primeiros anos do pós-Guerra).

ooc: Vê o Decreto 1-A dos Estados da Commonwealth do Lapália: http://nsportugal.forumeiro.com/t191p90-e-quando-o-sol-se-poe-no-imperio#4578
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Seg Fev 11, 2013 1:43 am

Partido Democrata / Partido Legalista
Comunicado à Comunidade Internacional

Tendo nós, John Stewart, Presidente do Partido Democrata, e Charles York, Coordenador-Geral do Partido Legalista, ESTADO REUNIDOS com representante lapálio,

VENDO a necessidade absoluta da rápida convocação de eleições para as Grandes e Gerais Cortes Extraordinárias, Reformadoras e Constituintes,

SENDO o melhor caminho para tal a deposição das armas,

URGINDO a necessidade de dar legitimidade à votação,

Havemos por bem decidido destituir as forças paramilitares dos nossos partidos de qualquer função protocolar (ooc: leia-se marchas e paradas para assustar os lapálios) limitando-as à condição de ajudantes da polícia, na nossa incansável tarefa da restauração e manutenção da ordem legal na Comunidade dos Estados Livres. Deste modo, consideramos supridas as requisições e impedimentos colocados pelo governo almadense ao envio de representantes seus para a fiscalização das eleições. Por isso convidamos, também em nome do Comando Militar Lapálio na Commonwealth, o Governo da República de Almada, bem como todos os restantes governos mundiais, a enviar observadores para fiscalizar o ato eleitoral.
Estando cientes que a não resposta a este convite por parte da comunidade internacional só irá perpetuar o sofrimento do povo comunal e impedir a sua transição para a democracia, PEDIMOS solidariedade e compreensão à comunidade internacional.

Pro Patria!
John Stewart
Presidente do Partido Democrata

Charles York
Coordenador-Geral do Partido Legalista
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  São Paulo em Seg Fev 11, 2013 2:37 am

O Parlamento Imperial de São Paulo decidiu por enviar o deputado Joaquim Müller (FUP/RJ), o senador Luiz Felipe (MDB/SP) e o senador José Ortiz Franco y Franco (MDB/AL) para fiscalizar o pleito eleitoral.
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Galiza em Seg Fev 11, 2013 9:32 am

O Parlamento Galego nomeia uma comissão de tres deputados como observadores para as eleições na Commonwealth: Antonio Vaamonde da AP, Laura Núñez da FS e Manuel Carreiras da AxG.
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Sarvoya em Seg Fev 11, 2013 5:48 pm

Visto a hostilidade que os sarvoyenos possam sofrer nas eleições, acreditamos ser suficiente a presença neutra dos galegos.
avatar
Sarvoya

Mensagens : 857

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/gustavopfurla

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Seg Fev 11, 2013 5:58 pm

Sarvoya escreveu:Visto a hostilidade que os sarvoyenos possam sofrer nas eleições(...)

OOC: Laughing
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Lapália em Ter Fev 12, 2013 2:33 pm

Após a calmaria que se estava a sentir na Commonwealth, com a cessação das ameaças que não haviam caído bem na comunidade internacional, dá-se início ao processo de eleições. O Comando pede a fixação das listas partidárias nacionais, e a divulgação das mesmas nos meios de comunicação. Os representantes internacionais vão sendo acolhidos em Sydney, onde os lapálios já estavam a organizar o processo. Ainda se esperava uma chegada tardia de Almada, que traria ainda mais credibilidade às eleições legislativas...
avatar
Lapália

Mensagens : 645

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Commonwealth em Ter Fev 12, 2013 2:49 pm

Lapália escreveu:
Após a calmaria que se estava a sentir na Commonwealth, com a cessação das ameaças que não haviam caído bem na comunidade internacional, dá-se início ao processo de eleições. O Comando pede a fixação das listas partidárias nacionais, e a divulgação das mesmas nos meios de comunicação. Os representantes internacionais vão sendo acolhidos em Sydney, onde os lapálios já estavam a organizar o processo. Ainda se esperava uma chegada tardia de Almada, que traria ainda mais credibilidade às eleições legislativas...

Arrow Partidos que vão concorrer:


Partido Democrata - federalista, democrático, monárquico, conservador cristão



Partido Legalista - federalista, democrático, monárquico, socialista (civil rights)



Bloco da Esquerda Popular - marxista, unitarista



Movimento Republicano Nacional - republicano, democrático, unitarista, conservador



Confraria Romana - romanista (ver aqui), federalista, socialista (civil rights)
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Almada em Ter Fev 12, 2013 7:43 pm

A Assembleia Nacional cria uma comissão para acompanhar as eleições na Commonwealth, constituida por 1 comissário seleccionado por cada partido com assento parlamentar. Os comissários viajam até à Commonwealth com algum receio relativo à segurança e esperando ter condições para cumprir as suas funções.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E quando o Sol se põe no império...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum