Imprensa Alzamalense - Eleições Legislativas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Imprensa Alzamalense - Eleições Legislativas

Mensagem  Liga das Cidades Livres em Sex Jul 05, 2013 12:58 am

Este tópico vai conter os três principais jornais de Alzamal. Em coerência com o projecto que eu tenho para este país, cada grupo étnico-religioso tem um jornal principal. Um em árabe e outros em moçárabe.


- El-Expresso de Tulatayah (expresso de Toledo)- jornal da comunidade moçárabe, geralmente com opiniões mais pró-cristãs e críticas do establishment Alzamalense

- La-Matyanah d'Al-Zhamahl (a manhã de Alzamal) - jornal da comunidade muladí, que representa a maior parte da população ibérica muçulmana

- أحداث الشمال (As Notícias de Alzamal) - jornal da elite árabe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Imprensa Alzamalense - Eleições Legislativas

Mensagem  Nova Salvador em Sex Jul 05, 2013 8:11 am

Apenas o Expresso de Toledo é e emios 2 ssoras de TV controlado pelos Moçarabes tem circulação/autorização de transmitir para a população civil, os outros 2 somente diplomatas, militares e políticos podem ter acesso.
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Imprensa Alzamalense - Eleições Legislativas

Mensagem  Liga das Cidades Livres em Sex Jul 05, 2013 9:00 pm

El-Expresso de Tulatayah
In defenza d'el-comunitad Muhzahrabe Alzamali




Electiones Ledjslativas 2013/1434 - Sisnandes Davides Es el-Primer Vizir Cristahn del-Tarik d'Al-Zhamal!
Eleições Legislativas 2013/1434 - Sisnandes Davides É o Pirmeiro Vizir Cristão da História de Alzamal!

Al-Qurtuba

As eleições legislativas de 2013/1434 foram atribuladas e renhidas. Tendo-se contado os votos no dia de ontem, saiu como vencedor o Parti Djumuriyhiano Alzamali (ladino para Partido Republicano Alzamalense), com 36% do voto popular, tendo conseguir marginalizar tirar do poder o Parti d'els Mujahedeeni Poplares (Partido dos Mujahedeen Populares), a formação social-islâmica que governava o país há 8 anos, que se ficou pelas 28% de intenções de voto. O PDA, associado à comunidade moçárabe, tendo ideias seculares, republicanas e economicamente liberais beneficiou da divisão na esquerda islâmica. O PMP, associado à comunidade muladí (ibéricos muçulmanos) perdeu base eleitoral com a formação do Parti Ishtrikista-Jumuriyhiano (Partido Social-Republicano), o primeiro grande partido da esquerda secular, que conseguiu vir buscar votos a eleitores do PMP. A Aliança pelo Califa, partido da elite árabe muçulmana, continua a obter maus resultados, na ordem dos 15%. Sendo a primeira vitória dos Republicanos, o Califa terá agora de nomear como Vizir o líder da formação mais votada, Sisnande Davides, que, assim, será o primeiro Vizir cristão da nossa História.

Humberto Yusufies, vice-Presidente do PJA diz-se 'extremamente satisfeito' por um 'passo que vai só beneficiar a convivência entre as três comunidades sob a protecção do sereníssimo Califa Muhammad XX, tornando o Alzamal um exemplo de tolerância religiosa e étnica para todo o Mundo'. Mahmud Rodrighes, Vizir desde 2005, disse 'lamentar a escolha do povo Alzamalense', e prometeu continuar a lutar 'por um socialismo com faceta islâmica' no Al-Majlis Al-Nuwab/El-Madjilis d'els-Representantes (Câmara dos Representantes) Rodrighes levantou também uma questão que promete ser polémica - Davides é o primeiro Vizir cristão da História do Califado. Disse o Vizir cessionário: "Não nego o direito à existência e prosperidade da comunidade cristã/moçárabe. Eles são uma componente essencial do Califado, vivendo domo dhimmis que alcançarão a misericórdia de Deus. A questão que eu ponho é a segunte: um Vizir cristão num Califado? É que tendo o Venerável Muhammad XX o título de Califa, i.e., comandante dos fiéis, ele é também o líder espiritual de todos os muçulmanos no Mundo. A sua vontade e a sua governação será exercida através de um infiel?".

As declarações do antigo Vizir já motivaram resposta por parte de Davides: "Tenho muito respeito pelo Sayyd Rodrighes, é verdade. Mas as suas declarações que se seguiram à derrota do PMP nestas eleições para a Câmara dos Representantes mostram que, até mais do que o establishment árabe, os muladís desprezam os seus irmãos moçárabes. Atitudes dessas não têm lugar num Alzamal moderno, e espero que seja pelo especial fundamentalismo do Sayyd Rodrighes. Espero também sinceramente que o Sereníssimo Califa não deixe de condenar tais atitudes - é que Muhammad XX é, sem dúvida, o maior defensor da tolerância inter-religiosa e inter-étnica do Alzamal moderno."

Os resultados oficiais são:


Partido Republicano Alzamalense - Parti Djumuriyhiano Alzamali - الحزب الجمهوري في الشمال
36%

Partido dos Mujahedeens Populares - Parti d-elos Mujahedeens Poplares -   حزب مجاهدي خلق  

28%

Aliança pelo Califa - Aliantsyah por el-Khalifa - التحالف من أجل الخليفة  
15%

Partido Social-Republicano - Parti Iktri-Djumuriyhiano -  الحزب الاشتراكي الجمهوري

14%

Nulos/Brancos
13%


Neste preciso momento é possível uma coligação entre os Republicanos e os Sociais-Republicanos, que juntos implementariam uma política de secularização e protecção da convivência religiosa pacífica. O problema reside na economia: os Republicanos apoiam políticas de livre-mercado e querem inverter muitas das políticas mais socialmente orientadas do Vizir cessionário. Os Sociais-Republicanos não o querem fazer. Também está em cima da mesa uma coligação governativa com a Aliança pelo Califa, partido conservador de direita associado à elite árabe. Esperemos para ver.


Sisnandes Davides, o novo Vizir do Califado de Alzamal

O nosso comentador residente, Yoseh Hernandes, vê com entusiasmo esta 'mudança de paradigma em Alzamal', dizendo que estas eleições e o aparecimento do Partido Social-Republicano são 'importantes', pois mostra que o 'Partido Republicano, apesar de nem ser em bom rigor republicano e se posicionar mais perto do Califa, já não é um partido exclusivamente moçárabe. Para ter 36% dos votos quando apenas 25% da população é moçárabe, é porque muitos árabes mais urbanizados e progressistas nele votaram'. Além disso 'a surpresa do Partido Social-Republicano permitiu ao PJA ganhar com esta margem porque o PID conseguiu roubar eleitorado muladí de esquerda urbano e operário que votavam no PMP não por causa do seu islamismo mas por causa das políticas económicas'. Assim, diz Hernandes, 'parece que o PMP manteve a sua forte presença nas zonas rurais, especialmente no Norte' e que o PDA e o PID dividem o eleitorado urbano moçárabe e muladí mais secular não por linhas religiosas mas por linhas puramente políticas'. Diz o comentador, 'é muito positivo'. Ao que parece, os conservadores da ApK continuam a 'descer vertiginosamente', só mantendo a lealdade da aristocracia e da elite árabe, e de algum campesinato no sul do país, também de origem árabe'. Ou o 'ApK se assume como mais do que um partido só para árabes ou morrerá em breve', diz o nosso comentador.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Imprensa Alzamalense - Eleições Legislativas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum