Ilha de Primorsk, o primeiro aviso

Ir em baixo

Ilha de Primorsk, o primeiro aviso

Mensagem  Triestin em Sex Mar 22, 2013 6:56 pm

A Ilha de Primorsk era uma pequena ilha no sul da Rússia. Era acima de tudo uma ilha semi-tropical com pouca população e uma forte indústria madeireira. Tinha apenas uma pequena base militar e um porto com alguns navios de guerra de 2ª categoria.

Num pequeno aeródromo no centro da ilha aterra um avião, esperado por alguns comandantes. Mas não se trata de um avião vindo de Moscovo com um representante do governo ou um grande general. Assim que a porta se abre surge Leon Trotsky, respira fundo com um sorriso na cara e grita aos comandantes que o esperavam:

- Está ou não está um bom dia para uma revolução, camaradas?


Em poucas horas as notícias correm por toda a ilha, e o exército presente em Primorsk, nomeadamente a I Divisão de Blindados de Primorsk, revela-se ao governo local como totalmente infiltrado pelas forças comunistas e dá-se início a um golpe na ilha contra o governo regional imperial. Nas duas únicas cidades da ilha (existem pequenas vila e aldeias mas sem grande peso), Baltiysky e Skanavikas, o exército rebelde entra em cena com algumas dezenas de tanques e alguns helicópteros, fechando imediatamente esquadras de polícia e ocupando edifícios governamentais.



Os tanques entram nas ruas e grita-se dos altifalantes:

- Primorsk é nossa camaradas, aqui o czar caiu, poder ao povo, poder aos triestinos!

As estações de rádio são ocupadas pelos militares e a situação é explicada ao povo. O porto é tomado de assalto e os militares do continente, leais ao czar, são detidos e presos nos próprios navios, que ficam sobre controlo rebelde.

Uma bandeira triestina é hasteada na Câmara Distrital e as pessoas começam a sair às ruas, e quando vêm que de facto não é uma brincadeira e que a revolta teve sucesso, cria-se de imediato um clima de festa, com as pessoas a invadirem a Praça Central de Baltiysky, tendo os rebeldes que proteger os políticos czaristas da fúria da multidão.



Assim que as coisas acalmam, surge Trotsky na varanda da Câmara.

- Camaradas, Primorsk é hoje uma terra livre! A partir de hoje quem manda aqui é o povo!

A multidão enlouquece e a festa começa por toda a ilha, farta dos constantes abusos do continente e fartos de serem considerados cidadãos de segunda.

Trotsky começa de imediato a organizar a defesa da ilha, armando milícias e avisando o povo de uma retaliação.

Toda esta operação durou pouco mais de 6 horas e o governo em Moscovo é apanhado completamente de surpresa. Se isto aconteceu em Primorsk e as forças militares estavam completamente corrompidas, o czar tremeu de medo ao pensar se algo semelhante poderia acontecer no continente…
avatar
Triestin

Mensagens : 117

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilha de Primorsk, o primeiro aviso

Mensagem  Commonwealth em Sex Mar 22, 2013 7:11 pm

Na Commonwealth a notícia deixa o governo provisório do Estado do Brunei cheio de medo... a ilha não era longe, e a revolução podia alastrar-se... Sam Lincoln ordena imediatamente que se mandem mais dois batalhões para o Brunei, como forma de prevenção.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilha de Primorsk, o primeiro aviso

Mensagem  Triestin em Sex Abr 19, 2013 1:10 am

O Czar e o governo imperial querem uma reacção imediata e são mobilizados dezenas de milhar de tropas no nordeste da Rússia, a única zona que pode ser enfraquecida neste momento e onde o governo tem total confiança no Exército Imperial.

As preparações para o embarque começam logo que as notícias da revolta chegam a Moskva.




No sul da Rússia, alguns bombardeiros começam a ser equipados para descolar rumo a Primorsk, cujas defesas anti-aéreas são mínimas.




O Czar prepara uma declaração contras os rebeldes...
avatar
Triestin

Mensagens : 117

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilha de Primorsk, o primeiro aviso

Mensagem  Triestin em Sex Abr 19, 2013 1:19 am

Em Primorsk a reacção é inversa, de defesa. Trotsky coordena o posicionamento das poucas defesas anti-aéreas da ilha e ordena que os caças nos aeroportos sejam escondidos nas florestas.




A revolução foi tão rápida e tão pacífica que a população ainda não se apercebeu que estão a chegar tempos de guerra. Os soldados triestinos têm mesmo que percorrer as praias a pé e dizer às pessoas para irem para casa.

avatar
Triestin

Mensagens : 117

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilha de Primorsk, o primeiro aviso

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum