Entretanto, na Astártia....

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Entretanto, na Astártia....

Mensagem  Astartia em Ter Dez 11, 2012 8:01 pm

Tópico dedicado á vida na Astártia

Relembro que o que aparece aqui mas não aparece nas noticias não é publico, logo não assumam que é conhecimento geral.


Última edição por Astartia em Ter Dez 11, 2012 8:42 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Rearmamento Começa

Mensagem  Astartia em Ter Dez 11, 2012 8:35 pm

É um dia bonito em Compass. Nos bairros degradados as pessoas começam a sair ás ruas. As ruas, ainda do tempo da velha republica, têm um ar desgastado, as unicas coisas que parecem modernizadas são os ecrãs que ás 7 da manhã em ponta começam a dar propaganda e noticias (embora seja difícil distinguir entre as duas). Os muros de betão que dividem os sectores e os checkpoints da policia tambem parecem modernos, mas isso não alegra propriamente as pessoas. Ao longe a visão da cidadela é um símbolo da opressão. Os grandes edifícios de metal e vidro, rodeados por uma parede de segurança, é onde a Noblesse, a elite social, vive. Ninguém sabe como é a vida dentro da cidadela, os trabalhadores recrutados para servirem dentro dela nunca regressam.

O povo começa a fazer a sua vida normal no sector residencial 17 quando, de repente, se instala o terror. Os grandes portões de aço reforçado fecham-se, os ecrãs começam a dar musica patriótica em altos berros, a policia começa a alinhar-se. O sector está fechado, as pessoas esperam em expectativa para verem o que vai acontecer a seguir. A musica pára e começa a dar um comunicado:

- Leais trabalhadores do sector residencial 17, de acordo com a lei 89 da União, o vosso trabalho vai ser requisitado para servir a União. Aguardem pacientemente a vossa selecção e transporte.

É o panico! A policia, liderada por agentes da Agencia Nacional do Trabalho (ANT), começa a escolher pessoas entre a multidão, geralmente os jovens em boa forma física. Crianças, mulheres e homens são recolhidos pela policia, as casas são reviradas do avesso, nas ruas pessoas correm, apenas para serem capturadas com redes. Aqueles que são seleccionados são algemados e acorrentados, é-lhes tatuado um código de barras por uma máquina dedicada ao processo, e são enfiados em autocarros especiais, pintados de negro e sem janelas. Os autocarros arrancam para o seu novo destino.....

Passam duas horas de viagem desconfortável, até que os passageiros finalmente sentem o autocarro travar. Os policias mandam toda a gente sair.

Depois dos olhos dos presos se habituarem à luz, notam que estão numa espécie de nova cidade, excepto que rodeada por enormes fábricas. Não têm muito tempo para observar pois são logo metidos a andar para uma enorme praça, com ecrãs gigantescos à frente. Conforme vão entrando na praça são scaneados como um produto do supermercado, e depois são-lhes tiradas as algemas e correntes, já não tinham hipótese de fugir. Quando são todos reunidos o portão atrás deles é fechado.

O ecrã gigantesco, que até agora apenas tinha a correr uma imagem da bandeira nacional, começa a mostrar video um de propaganda.



A maioria sabia bem que tinham de mostrar entusiasmo e apoio, senão a policia secreta iria certamente ter uma conversa com eles. No meio da loucura, alguns elementos da multidão já não sabiam bem quem estava a fingir ou quem genuinamente apoiava o regime.....não podiam confiar em ninguém.

Quando o filme acaba um elemento da Noblesse sobe ao palco:
Bem-vindos ao sector industrial especial 34, esta é a vossa nova casa. Aqui vão fabricar espingardas de assalto para o nosso glorioso exército. Como sabem, estamos sob ameaça das forças militares de Almada, que podem invadir a qualquer momento. Estamos em estado de emergência, as hordas Almadenses podem irromper pelas nossas fronteiras a qualquer momento! Necessitamos de mais armas, é por isso que vos convidamos a contribuir para a nossa defesa. Todos os trabalhadores convidados vão receber uma cama, comida na mesa, e ainda um ordenado generoso para a qualidade do que vocês podem contribuir. A união verdadeiramente toma conta dos seus súbditos. Agora, ao trabalho leais trabalhadores, que temos que nos rearmar. VIVA A UNIÃO!

A maioria das pessoas são conduzidas aos seus novos alojamentos, ninguém sabia o que o futuro lhes reservava....

avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entretanto, na Astártia....

Mensagem  Commonwealth em Qua Dez 12, 2012 2:46 pm

OOC: Tens que ensinar o meu McHitler a fazer as coisas assim!
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entretanto, na Astártia....

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum