Exílio....

Ir em baixo

Exílio....

Mensagem  Convidad em Sab Maio 19, 2012 1:17 am

A pequena fragata MRT Ulyanov sai do porto secundário de Vorkuta para uma missão de salvamento. Parece que um pesqueiro tinha tido problemas com um incêndio e estavam homens no mar.



Chegada ao local, segue viagem em direcção ao norte de Astartia e corta comunicações com a base triestina.

Na base de Vorkuta...

Almirante Brezhny: Perdemos um barco? Como é que isso é possível?

Subsargento Irinsky: Não perdemos o barco, meu almirante, o corte de comunicações foi voluntário.

Almirante Brezhny: Ainda pior, temos desertores, quem foi que nos traiu?

Subsargento Irinsky: O Capitão de Fragata Davidovich Bronshtein está ao comando da embarcação, meu almirante.

Almirante Brezhny: Davidovich Bronshtein? Nunca ouvi esse nome aqui na base, era novo?

O Subsargento encolhe os ombros, indicando não fazer ideia. Um cabo que se encontrava na estação tosse para chamar a atenção.

Almirante Brezhny: E o que é que queres, tu?

Cabo: Meu almirante, Davidovich Bronshtein é o nome de nascimento do camarada Trotsky.

O Almirante fica roxo, agora era o seu pescoço que estava na corda, e ordena a preparação imediata de 2 submarinos para caçarem a fragata desertora.



Almirante Brezhny: Quero essa fragata afundada e sem sobreviventes.

Começa a corrida...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Astartia em Sab Maio 19, 2012 3:34 am

Cruzador USS Constitution - Mar do Norte, Sector Astartiano


Primeiro Oficial - Capitão, o serviço de hidrofones detectou uma fragata desconhecida.....saiu de aguas Triestianas, e dirige-se à nossa posição a grande velocidade.

Capitão - Alerta amarelo, armem os misseis. Abram os canais de comunicação e perguntem qual é a razão desta movimentação.

[Daqui USS Constitution, identifiquem-se imediatamente. Iremos abrir fogo e afundar o vosso navio se entrarem em aguas nacionais sem autorização, identifiquem-se imediatamente]

Oficial de comunicações - Capitão! Temos autorização do governo para abrir fogo se a nossa soberania for violada.

Capitão - Alerta vermelho! Coloquem a fragata em mira.

Oficial de comunicações - A USAF enviou 2 caças para interceptar a fragata.

Capitão - Bom, eles que se mantenham por perto para o caso de Triestin tambem enviar caças. Voltem a perguntar a identificação, se eles não responderem vou pedir aos caças para fazem uma passagem de strafing na proa do navio deles como tiros de aviso.

[Daqui USS Constitution, identifiquem-se imediatamente. Iremos abrir fogo e afundar o vosso navio se entrarem em aguas nacionais sem autorização, identifiquem-se imediatamente]

avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Convidad em Dom Maio 20, 2012 2:06 am

O Ulyanov recebe a comunicação dos astartianos. Trotsky ajeita os óculos e diz aos seus camaradas:

- Muito bem, camaradas, é o momento da verdade.

Pega no comunicador:

- Daqui o Ulyanov, pedimos permissão para entrar em águas astartianas, onde entregaremos controlo do navio às vossas autoridades. Somos refugiados triestinos e procuramos asilo político sob pena de sermos executados se regressarmos a Triestin.

Na ponte todos estão nervosos, tinham dado o passo decisivo e se os astartianos recusassem sem dúvida que era a morte que os aguardava em casa.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Astartia em Dom Maio 20, 2012 8:18 pm

Capitão - Devem estar a gozar com esta porra......mandem mensagem ao governo, digam que precisamos de resposta URGENTE!

Oficial Artilheiro - Temos o navio em mira, misseis armados.

Oficial de Comunicações - Resposta do governo: Abordem o navio, desarmem-no, e levem a tripulação para bordo. Escoltem a fragata até Midway para ele ser internada.

Capitão - Quando estão com o cu a arder respondem rápido......respondam aos tipos para se dirigirem a nós e que se preparem para serem transferidos como refugiados para o Constitution. Mantenham os misseis em mira, se isto for uma armadilha vamos mandar com estes malditos vermelhos para o fundo do mar.

Oficial de Comunicações - ]Ulyanov, tem autorização para entrar em aguas Astartianas. Desligue os seus sistemas de armamento, e dirija-se rapidamente à nossa posição. Preparem-se para serem transferidos para o Constitution, pedimos que se entreguem desarmados para podermos justificar o vosso estatuto de refugiado politico.]

Em Lionburg, entretanto, existem mais planos para a fragata do que para a tripulação. O ministro da defesa considera repatriar 60 ou 70 tipos um pequeno preço a pagar pelos conhecimentos que eles poderiam possuir, bem como a fragata, que seria imediatamente desmantelada para se avaliar a sua tecnologia.
avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Convidad em Ter Maio 22, 2012 12:32 am

O Ulyanov desliga os sistemas de armamento e entra em águas astartianas, esperando ser abordados. Os marinheiros colocam as armas numa rede, que fica pendurada de forma visível aos astartianos.


Trotsky estava no seu quarto esperando os astartianos. Pensava para si:



"E assim começa o primeiro capítulo da queda de Stalin..."



Os dois submarinos que presseguem o Ulyanov detectam o navio em águas astartianas e comunicam à base, recebendo ordens para regressar.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Convidad em Sex Jul 13, 2012 3:00 am

Trotsky sobe ao convés e aguarda pela reacção dos astartianos. Sem dúvida alguns deles reconheceriam sua cara, ele que já fora General Supremo do Exército Vermelho.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Astartia em Sex Jul 13, 2012 3:21 am

- Foda.....SE!, é o Trotsky.

- Não pode....mas é as trombas do gajo, é mesmo o Trotsky, é sem duvida o Trotsky.

- NINGUÉM fala com o gajo. Metam-no já num helicóptero e mandem-no para o continente, isto vai aquecer.


Trotsky simplesmente é colocado num helicóptero, onde lhe dizem que vai ser transportado para o continente. O Constitution e a Fragata Triestina zarpam a todo o vapor para Midway (aquela minha ilha no meio).

O governo convoca uma reunião de emergência, está instalada a crise.
avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Convidad em Ter Jul 17, 2012 10:40 pm

Enquanto é transportado, Trotsky insiste repetidamente em saber o que acontecerá com a tripulação da fragata e pede para ser alojado junto dos seus homens.

No seu tempo como General Supremo, Trotsky seguia uma filosofia de guerra diferente da de Stalin. Enquanto o grande georgiano comandava exércitos atrás de uma secretária e dava pouco valor ao soldado, Trotsky tornara-se lendário pala sua participação na linha da frente durante a guerra civil e pela moral e respeito que o ligavam os seus homens.

Esta insistência deve-se ao facto de nesse grupo estarem os seus homens de confiança, aqueles que liderariam o seu exército de libertação, que neste momento só existia na sua cabeça. Mas enquanto se vai apercebendo de que as relações entre Triestin e Astártia estão cada vez mais azedas, talvez os astartianos até nem se importassem de financiar uma guerra civil... mas será que depositariam nele alguma confiança? Será que o inimigo de uminimigo seria um amigo?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Astartia em Qui Jul 19, 2012 4:58 pm


A bordo do helicóptero os oficiais Astartianos olham para Trotsky com alguma estranheza, uma das mais altas figuras de Triestin tinha-lhes caído nas mãos, era surpreendente, e um enorme golpe para os Astartianos. Entretanto vão respondendo ao homem, apesar de não estarem à vontade devido ao seu estatuto, sabem que ele pode ter informações de enorme importancia, não o podiam antagonizar:

-Os tripulantes vão ser internados, como refugiados politicos, numa das guarnições em Midway. Serão bem tratados e estão em segurança, a Republica não deporta refugiados. Agora estamos a caminho do continente, o alto-comando das forças armadas gostaria de ter uma conversa consigo, especialmente tendo em conta alguns desenvolvimentos recentes.

Os desenvolvimentos recentes eram o ataque a Triestin, mas isso ainda era algo que ia acontecer durante a noite. O alto-comando queria saber o que Trotsky sabia, o quando estaria disposto a informa-los, os seus planos, e, já que claramente se tinham rendido aos Astartianos, se desejava colaborar com a Republica. Caso Trotsky estivesse simplesmente em fuga de um regime opressivo, o governo não via grande problema em envia-lo para Almada depois da guerra, o golpe de propaganda já era enorme, um dos maiores comandantes Triestianos estava nas mãos da Republica.

O helicóptero aterra numa base aérea no continente, ao fundo um avião de fabrico civil, mas com pinturas da força aérea espera. Era um Boeing 737 que tinha sido colocado ao serviço da força aérea, onde esperava um dos elementos do alto-comando militar da Republica, o general William Lawson. Trotsky é escoltado até dentro do avião, que descola imediatamente, com destino a Lionburg, a capital.


-Boa tarde Mr. Trotsky, bem vindo ao outro lado do oceano, não posso dizer que não tenhamos sido totalmente apanhados de surpresa por uma das mais altas figuras de Triestin ter aparecido nas nossas costas......o que parece indicar que se passa alto em Triestin, poderia-me esclarecer sobre a situação?

Lawson estava extremamente curioso, Triestin sempre tinha parecido um enorme bloco unificado, impossível de rachar por dentro. O facto de Trotsky ter aparecido parece indicar problemas internos, que poderiam ser explorados para se conseguir atirar com a republica popular para a mesa das negociações.


avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Convidad em Qui Jul 19, 2012 10:25 pm

Astartia escreveu:-Boa tarde Mr. Trotsky, bem vindo ao outro lado do oceano, não posso dizer que não tenhamos sido totalmente apanhados de surpresa por uma das mais altas figuras de Triestin ter aparecido nas nossas costas......o que parece indicar que se passa alto em Triestin, poderia-me esclarecer sobre a situação?

Trotsky mantinha uma postura altiva, como se naquela situação ele tivesse tanto controlo como os homens armados à sua volta. Não se notava nele um pingo de ansiedade. Muito calmamente, para criar suspense (afinal era um soldado e político) acenou afirmativamente reconhecendo a questão.

- Boa tarde...
Depois bebeu alguma água e foi ao bolso, de onde tirou a sua medalha tipo 1 da Ordem de Lenin, a condecoração máxima atribuida a um cidadão triestino.



Colocou-a no casaco, que endireitou com orgulho. Trotsky queria que os astartianos entendessem bem que apesar da fuga e da sua oposição a Stalin, a sua dedicação à revolução e ao ideal comunista era inabalável. depois lá respondeu.

- Stalin tem menos apoio dentro do Exército do que julga, mas minha fuga tornou-se imperativa devido ao perigo iminente de prisão. A minha missão é fazer a revolução regressar ao caminho certo, com ajuda externa se tal for necessário e se me faço entender... neste momento o fundamental é o meu paradeiro não ser conhecido em Triestin, ou a propaganda de Stalin aniquilaria a minha reputação.

Volta a beber um golo.

- Astártia só teria a ganhar com um líder triestino pouco hostil aos seus interesses...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Astartia em Sex Jul 20, 2012 3:45 am

A cena da medalha pouco impressiona Lawson. "Se quisesse podia-te prender para o resto da vida a ti e aos ideais comunas" pensou, mas sorriu, e fingiu ignorar o simbolismo da questão, "o inimigo do meu inimigo é meu amigo, mesmo que não o suporte". Lawson estava-se nas tintas sobre o comunismo ou sobre o tipo de governo que Triestin tinha, desde que não viesse bater à sua porta, apoiar Trotsky era algo que o alto-comando, e o governo por arrasto, podiam fazer, nem que fosse para destabilizar o país.

-Sim, ambos os lados ganhariam se não houvesse beligerancia entre os dois oceanos. A Astártia é um pais pacifico e não intervencionista, estamos felizes em deixar Triestin ter o regime que quiser, seja ele de que forma for, no entanto esperamos que esse mesmo regime respeite o mesmo do nosso modo de viver.

Bebe um gole do café que lhe trouxeram, e continua:

-Vamos ser directos com a questão, se procura derrubar Stalin, e instalar a sua própria fórmula de comunismo que não nos seja hostil, estamos dispostos a fornecer armas, treino e equipamento. Não vamos fingir que a Astártia e o regime de Stalin não estão já em guerra e que como tal não temos um inimigo em comum (no entanto Lawson não refere ainda que a USAF já fez um ataque sobre Triestin) por isso é do nosso total interesse o seu derrube. Se está preocupado que se saiba que está a trabalhar connosco, podemos sempre envia-lo a si e aos seus camaradas para o outro lado do mundo, onde temos uma base militar, nada acontece lá, podem treinar no maior dos segredos.

Bebe mais um pouco de café:

No entanto, claro, calculo que haja uma estratégia para reunir mais soldados do que os tripulantes daquela fragata, Stalin é um inimigo poderoso, nós que o digamos.
avatar
Astartia

Mensagens : 235

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Convidad em Seg Jul 23, 2012 11:56 pm

Trotsky não sabia que devido aos acontecimentos no exterior, o seu plano já tinha mais furos que as meias de um camponês ucraniano.

- Tenho amigos poderosos em Triestinos e a lealdade de muitos oficiais influentes no Exército Vermelho, trata-se apenas de escolher o momento certo. Para já uns meses fora de radar são a única coisa que preciso.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exílio....

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum