Julgamento dos Monarcas da Áustria

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Galiza em Qua Fev 20, 2013 8:21 am

Commonwealth escreveu:- Nessa altura, e pela forma como fomos tratados pelos lapálios, já estava bem patente que nos iam deter... Em relação à situação de tanto eu como todos os outros membros da CoRCES termos uma arma apontada à cabeça, como você bem disse foi em jeito de ultimato. Por fim, não me venha dizer que enviaram um republicano para nos julgar por acaso... o que você quer fazer é meter-nos a todos numa cela para ver a sua desejada República Federal da Comunidade dos Estados Livres proclamada.... isto Sr.'s Juízes, é na Commonwealth entendido como conflito de interesses, mas o julgado sou eu...
Stevens sorri com ironía:

- Lembro-lhe que eu não julgo ninguém, eu sou apenas um advogado da acusação, quem julga são os juízes, portanto não há "conflito de interesses". E lembro-lhe que a acusação que apresentei contra os senhores é "auxílio a criminosos perseguidos pela justiça", e é isso o que deveria tratar de esclarecer, em vez de tentar desviar isto para assuntos constituicionais que não se decidem em tribunais nem têm nada a ver. Se o senhor quer converter isto numa espécie de "juízo político", ou pensa que pela sua condição não deve ser julgado, será coisa sua. Mas lembro-lhe também que eu não estou a falar apenas por mim, mas em nome dos meus representados, entre os que, é certo, há republicanos, mas também há pessoas de todas as tendências e há pessoas sem qualquer interesse na política.

O motivo pelo que estas pessoas todas estão a apresentar cargos contra os senhores é porque consideram que vocês prestaram protecção e auxílio ao ditador criminal que bombardeou as suas casas, matou os seus familiares e os escravizou. Se calhar o senhor teria preferido ser acusado por um advogado de profundas convicções e lealtades monárquicas... mas os factos, os crimes e as vítimas serão as mesmas, e os que morreram não se importam de repúblicas nem reinos. Se o senhor, perante a dor de milhões de cidadãos que pedem justiça pelas atrocidades que sofreram na ditadura de McHitler, quer desviar o assunto a frivolidades de politiquice, é que não está a perceber nada.

E falando de perceber, ou de "não perceber nada"... Antes de montar esse espectáculo que já vimos, falaram ou negociaram os senhores com os lapálios para saber o qué era que queriam, ou simplesmente actuaram por pressentimentos?
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Qua Fev 20, 2013 2:00 pm

- Objeção! Não é relevante para o caso.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Galiza em Qua Fev 20, 2013 5:55 pm

Stevens dirige-se aos juízes:

- Senhorias, o objectivo da pergunta é saber se durante as operações apareceu qualquer motivo sobrevindo, medianamente razoável, pelo que os acusados puderam decidir negar-se a entregar McHitler às forças internacionais, ou se pelo contrário eles já decidiram protege-lo como "um dos seus" desde o primeiro momento. Isto é relevante para saber se existiam previamente planos ou acordos com McHitler sobre a sua protecção e portanto, como sostém esta acusação, os acusados actuaram em seu auxílio propositadamente.

Depois volve a olhar a Windsor:

- Mas se o senhor não quer falar disso, podemos chamar a declarar como testemunhas aos mandos lapálios. Ou ao senhor McHitler. Ou talvez aos soldados ou oficiais da CoRCES que detiveram ao senhor McHitler, para que contem qué se falou com ele.

[OOC: em teoria não se sabe que foi Angela Windsor a que o deteve]
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Sarvoya em Qua Fev 20, 2013 9:49 pm

Fabiana Rosa responde a Stevens.

_ Tens autorização para trazer qualquer testemunha ao julgamento. Contudo tem elas o direito de não querer falar.

ooc: Agora que reparei que pulamos o juramento de compromisso com a verdade.
avatar
Sarvoya

Mensagens : 857

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/gustavopfurla

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Qui Fev 21, 2013 2:14 pm

Angela Windsor levanta-se, e esboça um sorriso falso... estava a fazer de tudo para não começar a chamar coisas àquele republicano:
- Desculpe-me Sr. Mas fui eu quem deteve o LiDi, e de facto existe uma razão para nós termos impedido que ele fosse trazido a julgamento internacional. Essa razão não é os supostos acordos de que o senhor fala... trata-se de uma questão de justiça para o povo, e o senhor devia saber isso. Diga-me, o LiDi invadiu ou sequer atacou algum destes países aqui representados? Não! Ele matou o nosso povo, não fez mal nenhum a estes que insistem continuamente em apresentá-lo a tribunal! Não acha que o povo comunal tem o direito de julgar quem lhe fez mal? Não acha que seria melhor o LiDi ser julgado perante um júri constituído por cidadãos comunais que sofreram verdadeiramente os males do regime!?
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  São Paulo em Qui Fev 21, 2013 7:03 pm

O Dr. Joachim Barboza virou-se para sra. Angela Windsor: Eu recomendaria a senhora se conter nesta Corte enquanto estiver em sessão.
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Galiza em Qui Fev 21, 2013 7:11 pm

- Minha senhora, eu nem acho nem deixo de achar nada. Eu são um advogado da acusação e não me corresponde decidir sobre legitimidade de jurisdicções: se têm qualquer queixa sobre a legitimidade deste Tribunal, encaminhe-a a ele. Aliás, depois deste juízio, o senhor McHitler e os seus colaboradores sempre podem ser julgados na Commonwealth, se os senhores consideram que este tribunal não foi suficientemente... justo

Por outra parte, existe doutrina internacional sobre a "jurisdição universal" quanto a Crimes contra a Humanidade que seria longo explicar agora, e também não devemos esquecer que o senhor McHitler sim lançou uma guerra contra outro país, os defuntos Estados Confederados... Aliás, minha senhora, eu represento a cidadãos que, como a senhora disse, sofreram verdadeiramente os males do régime, e os meus representados não têm qualquer inconveniente em que McHitler seja julgado pela comunidade internacional. Se calhar isso é devido a que confiam mais nela do que numas estruturas judiciárias e políticas que durante anos foram controladas, infiltradas e parasitadas por McHitler e o McHitlerismo... Mas isto são apenas especulações, e repito, isso não são eu quem deve responde-lo.

Portanto, regressando ao assunto: segundo os senhores, afinal toda a disputa sobre entregar ou não o ditador às forças internacionais vem por um "conflito de jurisdicções": não se conseguiram pôr de acordo com o mando lapálio sobre quém devia custodiar e julgar o tirano, e as coisas começaram a se enredar, e enredar... e finalmente aconteceu isto todo, não é?
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Sex Fev 22, 2013 2:16 pm

- Exatamente-
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Almada em Qui Fev 28, 2013 1:28 am

O advogado galego estava a dar conta do recado, pelo que não houve até agora necessidade de intervenção almadense neste julgamento.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Galiza em Sex Mar 01, 2013 8:27 am

Almada escreveu:O advogado galego estava a dar conta do recado, pelo que não houve até agora necessidade de intervenção almadense neste julgamento.
OOC: oficialmente ele é neozelandês.
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  São Paulo em Dom Mar 03, 2013 3:28 am

O Juiz Paulista, Dr. Joachim Barboza voltou-se à banca dos promotores (advogados de acusação) e indagou?
- Os senhores possuem mais alguma defesa para sustentar à acusação ou desejam fazer a arguição final? Caso não tenham - disse Joachim voltado aos demais juizes - possamos prosseguir com a defesa final dos réus?
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Galiza em Dom Mar 03, 2013 6:04 pm

Commonwealth escreveu:- Exatamente-
Depois desta última resposta, Abraham Stevens sorrí e apenas comenta:

- "Um conflito de competências"... que resolveram ameaçando com se suicidarem. Os senhores são mesmo... impetuosos, podemos dizer.

Depois do chamado do Juiz Barboza, Stevens começa uma arguição final:

- Senhoras, senhores, Adolfo McHitler foi un tirano nojento e um ditador ridículo. Acho que isso está fóra de qualquer questão e todos os presentes concordamos, até os senhores da CoRCES. Ele também está a ser julgado e a sua condena vai ser a que merece.

Mas não devemos esquecer outra coisa: além de ser um tirano e un ditador, Adolfo McHitler foi um grande comediante. Quando digo "grande" não quero dizer "bom", mas no sentido de que fez grandes comédias, grandes pelo seu tamanho. O seu cenário foi a Commonwealth enteira, os seus actores foram centos de miles, o seu público foi o planeta inteiro.

McHitler fez tudo o possível por sustentar o seu régime, o seu poder e os seus delírios autocráticos, e perante a sua fraqueza militar, ele utilizou essas habilidades com comediante. As suas "peças" procuraram evitar que a força da justiza caisse sobre ele: a primeira, foi dividir a Commonwealth entre o Império Austriaco e a República Social Austriaca. Com ela procurava fugir dos embargos contra o seu régime, e montar um teatro de país livre e democrático num desses estados fantoche, enquanto continuava a cometer os seus crimes no outro. Não hesitou em violar quantas leis foi necessário, esquartejando a nação e fazendo jogos de perstidigitação com as bandeiras dos barcos, sem qualquer sucesso.

O mundo não caiu no engano, e McHitler estreou uma segunda comédia, igualmente má. Esta foi a "guerra" entre República Social e Império, que foi "perdida" em apenas um dia. Ele queria justificar a sua tiranía como o efeito de ter sido conquistado por uma tiranía estrangeira... que era a sua própria. E o líder derrotado converteu-se no día seguinte no líder do estado vencedor. Aquilo era assim tão pouco crível que foi outro fracasso de crítica e o "público" deu-lhe as costas.

Vendo que o mundo estava pronto para lhe pedir contas, McHitler aínda foi capaz de fazer uma terceira comédia: uma renúncia simbólica e a convocatória daquele chamado "Conselho Constitucional" e um feixe de chamados "referendos" sobre questões ridículas, como perguntar-lhe aos escravos se queriam seguir sendo escravos, e outras coisas do estilo. Naquela nova peça deste autor medíocre apareceu uma nova personagem: uma estranha "oposição" que não tinha qualquer preocupação pelos crimes da ditadura e apenas falava em substituir o ditador por outro governo, sem mostrar preocupação nenhuma pelas vítimas da ditadura nem pelas atrocidades desta. Como todos os presentes sabem, aquela peça foi um fracasso aínda maior do que os anteriores.

E quando já as potências democráticas perderam a paciência e as suas forças estavam no país, aínda pudemos ver outra peça teatral aínda mais confusa do que as anteriores, que é da que estivemos falando hoje cá e da que não vou dizer mais nada. E o tirano comediante McHitler aínda hoje está a "actuar", falando de "planos estratégicos da Commonwealth que não quer pôr em perigo", e outras histórias misteriosas para se justificar, num vão intento de obter qualquer aplausso do público.

Por qué estou a contar isto todo? Senhores do Tribunal, senhoras e senhores do mundo que nos estão a escutar: na sua carreira para realizar os seus sonhos loucos de tirano demente, Adolfo McHitler foi capaz de inventar uma "democracia fantoche", com os seus "referendos" e similares; foi capaz de inventar "estados fantoche", com a República Social, o Império e tal; foi capaz de fazer uma "guerra fantoche", como a que fez contra Uziel Bueno... a questão que coloco perante os senhores é: seria ele também capaz de criar uma "oposição fantoche"?



Eis a questão e o núcleo da minha argumentação: as actuações da CoRCES e entidades derivadas resultaram ser... demassiado surrealistas e demassiado incoerentes para serem autênticas. Eles tentaram aparecer como os inimigos de McHitler que haviam trazer a democracia e a liberdade de volta para a Commonwealth... mas um dia apareciam como protectores de McHitler, no día a seguir proclamavam o seu ódio contra McHitler; um dia diziam que o julgamento internacional não seria justo porque achavam que seria demasiado duro, e agora acham que seria demassiado brando; um dia pediam a colaboração das potências democráticas, e no dia a seguir acusavam a essas potências ,que eles tinham chamado ao país, de invasores colonialistas...

Detrás do comportamento da CoRCES não semelha haver a lógica daqueles que lutaram contra a ditadura com objectivos sinceros. Ao contrário: detrás deles semelha haver um argumento escrito por um mal autor de novelas, desses que mudam as tramas cada semana para tentar manter o público.

Detrás da CoRCES percebemos o "estilo" dum péssimo autor de comédias. Dum autor de más comédias, cujo "estilo" já conhecemos bem, por outras peças súas. Dum comediante que também foi um tirano nojento e um ditador ridículo.

Detrás da CoRCES percebemos a sinatura de Adolfo McHitler, assinando a sua última comédia, uma comédia com o objectivo de continuar o "McHitlerismo depois de McHitler".

Senhores do Tribunal, senhoras e senhores do mundo inteiro que nos estão a seguir: eis a minha arguição final. E por isso peço-lhes que julguem o que disse e reparem se não é certo.

Stevens remata e volve à sua cadeira.
avatar
Galiza

Mensagens : 623

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=galiza_rp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Qua Mar 06, 2013 3:21 pm

Um movimento cívico na Commonwealth, "União pela Dignidade da População" entrega uma petição ao tribunal para que deportem os monarcas e membros da CoRCES para serem julgados perante tribunal marcial na Commonwealth. A petição conta com quase um milhão de assinaturas.

----------

Tom Windsor levanta-se da cadeira e começa a falar olhando para os juízes:
- De facto devo felicitar o Sr. Advogado pela forma como conseguiu deturpar os factos e corromper a verdade em favor da sua argumentação. Mas digam-me, acham mesmo que nos interessava fazer algum acordo com um ditador que de uma maneira ou da outra ia acabar preso? Nós somos membros das mais prestigiadas e antigas famílias da Comunidade, e o que está a acontecer aqui é uma enorme falta de respeito para com os monarcas que de nada tiveram culpa.
Sua Majestade, a Rainha da Austrália tem 76 anos, o que tinha ela a lucrar com um acordo com McHitler? Sua Alteza, a Grã-Duquesa de Sumatra tem 85 anos, o que tinha ela a lucrar com um acordo com McHitler? Sua Majestade, o Sultão do Brunei tem 74 anos, o que tinha ele a lucrar com um acordo com McHitler? Sua Alteza, a Princesa Real da Austrália detém 20% da Australian Broadcasting Corporation e 25% da Mapple, o que tinha ela a lucrar com um acordo com McHitler? Sua Alteza, o Duque herdeiro de Sumatra, detém 56% da Sumatran National Network, o que tinha ele a lucrar com um acordo com McHitler? Eu detenho 75% da Mapple e 50% da Australian Broadcasting Coporation, o que tinha eu a lucrar com um acordo com McHitler? Este tribunal deveria estar ocupado a investigar o que lucrariam o Imperador Bertochi, a Sr. Bruna Furlan e o Sr. Uziel Bueno com um acordo com McHitler! Pois esses sim, tinham muito a lucrar com um acordo com McHitler! Se não fosse a ganância de certas pessoas e movimentos (lança um olhar a Stevens) este tribunal já poderia ter chegado a esta conclusão, em vez de julgar pessoas que fizeram e continuam a tentar fazer o melhor pela sua pátria! Porque a única coisa que a comunidade internacional vai ganhar com isto vai ser outra ditadura na Commonwealth, com uma diferença fulcral, essa nova ditadura não será, decerto, tão branda perante a comunidade internacional como foi a de McHitler! O que querem mais? Não vos chega a ira de um ditador? Precisam da ira de toda uma nação?
(Faz uma pausa como que a tentar procurar as palavras) Querem saber os planos de McHitler, é isso? Querem saber até que ponto os neo-soteropolitanos tinha controlo sobre a Comunidade? Querem saber dos acordos secretos com a Astartia? Querem saber os planos da invasão da Rússia? Ganharam, destruíram o trabalho de uma década, um trabalho de pessoas, de cidadãos honestos que nunca pediram a ditadura! Parabéns Senhor Advogado, parabéns ao Movimento Republicano Nacional, hoje venceram a batalha.

Todos os acusados se levantam e começam a bater palmas. É verdade, Tom Windsor acabara de revelar o plano estratégico de McHitler, mas agora isso já não interessava... Se os queriam prender, que prendessem... mas não tinham a moral nem a razão para o fazer.

avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Ter Mar 19, 2013 12:07 pm

Vendo que os presentes ficaram sem reação, Angela Windsor dirige-se aos juízes:
- Gostávamos de chamar o Dr. McHitler a depor.
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Sarvoya em Qui Mar 21, 2013 5:20 am

Fabiana já estava quase a decidir sua posição. Culpados ou inocentes, era esperado uma defesa sólida, mas a fraquíssima atuação da auto-defesa dos réus foi decepcionante e entediante.

_ Depoimento de McHitler? Se o 1° Juíz concordar, por mim não há problema - responde a Ministra sobre o pedido de depoimento de McHitler - e senhor Windsor, este tribunal não investiga, só julga o que nos é trazido à mesa. Podes trazer o que quiser, mas aconselho trazer desde que tenha como provar sua veracidade.

_ Caralhas, pintem minha cara e o circo está pronto - pensava Fabiana.

ooc: a defesa fraca é pelos colegas que não se propuseram ao desafio de defender os réus.
avatar
Sarvoya

Mensagens : 857

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/gustavopfurla

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Qui Mar 21, 2013 12:10 pm

Sarvoya escreveu:Fabiana já estava quase a decidir sua posição. Culpados ou inocentes, era esperado uma defesa sólida, mas a fraquíssima atuação da auto-defesa dos réus foi decepcionante e entediante.

_ Depoimento de McHitler? Se o 1° Juíz concordar, por mim não há problema - responde a Ministra sobre o pedido de depoimento de McHitler - e senhor Windsor, este tribunal não investiga, só julga o que nos é trazido à mesa. Podes trazer o que quiser, mas aconselho trazer desde que tenha como provar sua veracidade.

_ Caralhas, pintem minha cara e o circo está pronto - pensava Fabiana.

ooc: a defesa fraca é pelos colegas que não se propuseram ao desafio de defender os réus.

OOC: O problema é que eu não sou o melhor advogado, e ainda por cima estou a servir de advogado do diabo...
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Nova Salvador em Qui Mar 21, 2013 9:36 pm

Eu me propus, mas ele recusou...
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  São Paulo em Sex Mar 22, 2013 1:37 am

O juiz Joachim Barboza, de São Paulo, vota pelo deferimento do réu pelo depoimento de McHitler e aproveita para colocar junto ao banco dos réus o imperador Bertochi, a d. Bruna Furlan e o d. Uziel Bueno por cumplicidade de crimes contra humanidade.
avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Commonwealth em Sex Mar 22, 2013 8:08 am

Nova Salvador escreveu:Eu me propus, mas ele recusou...

Tipo, uma ditadura a defender-me.... ia parecer um bocado estranho, não?
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Almada em Dom Abr 14, 2013 12:01 am

É permitido que McHitler seja interrogado, mas não poderão ser colocadas questões sobre o processo contra ele, e quaisquer declarações que procurem defender o próprio interrogado deverão ser riscadas da acta e desconsideradas pelos juízes.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  São Paulo em Qua Maio 15, 2013 7:37 pm

- O juiz Joachin Barboza, de São Paulo vota pelo encarceramento perpétuo dos monarcas d'Áustria e diz em seu voto:

[...]O pior crime cometido por estes seres majésticos, foram a da inércia, foram conivente a ascensão ao poder de McHitler, seu partido e seu projeto de poder totalitário. A confiança em que o povo comunal o depositaram foi o que foram traídos. Logo, entendo que há total culpa e a conivência da Casa Austral com os crimes de guerra, contra a humanidade e contra o estado austral. [...] Voto pela condenação perpétua dos referidos nos autos em caráter perpétuo visto a periculosidade destes à humanidade e a sua sociedade

avatar
São Paulo

Mensagens : 466

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Julgamento dos Monarcas da Áustria

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum