Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Seg Jan 14, 2013 3:05 am

A Rádio Televisão Altínia S.A. é uma rádio e tele-difusora altína de capital misto, sendo 25% controlado pelo Governo de Altínia, através do Serviço Nacional de Informações e Cultura (SNI-C), subordinado ao Ministério da Educação e Cultura. O restante do capital, 30% é controlado pela KAT-Investimentos e o restante é comercializado livremente da bolsa de valores, pertencendo a parte restante a vários acionistas desconhecidos, uma vez que a RTA é uma empresa de sociedade anônima de capital aberto.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Seg Jan 14, 2013 3:11 am

MESTIÇA É ESCOLHIDA MISS ALTÍNIA



Yolanda Medeiros Gilbertit, é eleita a Miss Altínia, aos 23 anos de idade.

Yolanda Medeiros, como é conhecida, uma jovem de Monte Althós, formada em Enfermaria Geriátrica pela Universidade Nacional, acaba de ganhar o título de "Miss Altínia 2013". Com 1,75 m de altura, 84 cm de quadril, 75 cm de busto e 60 cm de cintura, Yolanda convenceu os jurados, com seu corpo escultural e sua simpatia, de que deveria ser agraciada como a mulher mais bonita de nossa nação.

Esta é a primeira vez, desde que o concurso foi criado, há vinte anos atrás, que uma mestiça ganha o título de mulher mais bela da nação.


Jorge Miguel Lisboa, para a RTA.


Última edição por Altinia em Ter Jan 22, 2013 4:40 am, editado 2 vez(es)
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Seg Jan 14, 2013 4:05 am

Entrevista com o Secretário de Integração Social e Cidadania ao RTA


O RTA-News entrevistou hoje, o Secretário de Integração Social e Cidadania, Luís Henrique Medeiros Carlit, que fala sobre a questão da integração social das minorias no país.

Boa Noite Sr. Secretário.
Boa Noite.
Para começar nossa entrevista de hoje, gostaria de te perguntar, que achou do fato de uma mestiça ter ganho o concurso de Miss?
Olha, além de Yolanda ser uma mulher de notável beleza, isto é uma vitória para todos nós. Historicamente, nossa nação era formada apenas por nativos, quando os portugueses vieram, pelo ao menos, metade dos nativos que aqui viviam, foram dizimados pelos colonizadores, a outra metade dos nativos, foram vítimas da miscigenação, muitas vezes, no caso das mulheres nativas, se tornavam mães de filhos bastardos de portugueses jovens, que normalmente as violentavam para ter sua primeira experiência sexual, como se tem relatos. Desta forma, mestiços e nativos vivem durante um longo período, uma situação de marginalização social, mesmo que nossa independência tenha sido proclamada por um mestiço, que mais tarde viria a ser nosso imperador, a situação de segregação social dos mestiços pouco mudou, uma vez que o poder econômico ainda se encontrava em mãos lusitanas e a Família Imperial tinha vergonha de ter raiz mestiça, esta era a verdade.
Quando o senhor diz em vergonha por parte da Casa Imperial, em que o senhor se baseia?
Olha, vejamos as atitudes da Casa Imperial. A princípio, nosso império queria copiar o Império Francês, tanto é que nosso imperador inclusive se trajava à semelhança de Napoleão Bonaparte. Talvez se Dom João I não tivesse tido uma morte precoce (morreu aos 32 anos, em 1834), talvez a situação dos mestiços e nativos teria melhorado bastante, graças às medidas tomadas pelo Imperador de nacionalização de setores estratégicos, tirando-os das mãos lusitanas, todavia, seu filho, Dom João II (reinado: 1834-1864) e seus sucessores, Dom José I (reinado: 1864-1877), Dom Antônio I (reinado: 1877-1913), Dom José II (reinado: 1913-1932), estavam mais preocupados em copiar casas reais europeias e casarem-se com membros da nobreza europeia, com o fim de "europeizar" a raiz mestiça de nosso país.
Pois bem, mudando de assunto, que pensas sobre o nosso Estado Confessional, adotado na Constituição de 1974?
É de fato uma consequência histórica. A Igreja Ortodoxa Altínia esta diretamente ligada a independência de nosso país e íntimamente ligada aos mestiços e nativos, uma vez que foi criada por um Padre Mestiço da Igreja Católica, o que favoreceu a conversão das camadas mais populares de Altínia a nova igreja ortodoxa, fazendo com que ela se tornasse a maior do país. Como eu havia dito, é uma consequência histórica, pois, logo na Independência, a Igreja Ortodoxa já havia sido adotada como religião oficial do país, pois era a religião professada pela Família Imperial, todavia, neste período, o Imperador exercia influência sobre as decisões da igreja, através do padroado, que fora abolido em 1932 com a República. A República, por sua vez, instituiu um estado laico, e apesar de ter sido proclamada por uma junta militar nacionalista, que estava descontente com a "europeização" promovida por Dom José II, a nova República irá instituir um sistema liberal, que irá cuminar numa oligarquia política, cuja maioria dos políticos era, de origem luso-altinesas, em sua maioria, empresários lusitanos bem sucedidos. Evidentemente que tal situação geraria revolta popular, e como nosso país sempre foi dividido não apenas entre etnias, mas em religiões, uma vez que uma sempre esteve bem atrelada a outra, com a Revolução, foi inevitável a volta do Estado Confessional.
Os contrários ao Estado Confessional diz que o Estado promove uma verdadeira perseguição aos não ortodoxos, isto procede?
Não. Ainda que o Patriarca detenha o Poder Moderador, o que lhe assegura uma certa intervenção na vida política de nosso país, esta intervenção é bastante diminuta, insuficiente a ponto de acarretar prejuízos às minorias religiosas, uma vez que a constituição assegura liberdade de crença e culto a todas as religiões, sendo as únicas restrições aos não ortodoxos, após 1974: o proselitismo, o direito de assumir determinados cargos públicos estratégicos, o direito sobre a propriedade de organsimos de mídia. Fora estas restrições, ortodoxos e não ortodoxos são iguais perante a lei, exceto para fins eleitorais, onde os não ortodoxos não são obrigados a votar.
E quanto aos grupos homossexuais. Sabemos que a Igreja Ortodoxa não reconhece casais homossexuais como entidades familiares, como o senhor observa isto?
Realmente, há este impasse entre a Igreja Ortodoxa e este grupo social. Os homossexuais, desde 1932, podem praticar seus atos sexuais livremente, desde que em local privado, como os heterossexuais, sem serem vítimas de quaisquer sanções criminais. Com a revolução, em 1974, voltou a ser crime, qualquer manifestação pública de homossexualismo, todavia, em ambiente fechado, tais manifestações são permitidas. Como nosso direito é jusnaturalista, baseado nos ensinamentos de nossa religião oficial, creio que não tão cedo, tal grupo ganhará todos os direitos dos grupos heterossexuais, todavia, a Suprema Corte tem reconhecido, para fins de sucessão, as uniões homossexuais e adoções realizadas em território estrangeiro, desde que o casal neste viva. Quanto ao transsexualismo, ainda é uma incógnita, uma vez que a sociedade altínesa sempre foi mais tolerante ao homossexualismo masculino do que ferminino, agora a mudança de sexo propriamente dita, parece-me que a sociedade manteve seu mesmo pensamento.
Encerrando a entrevista, gostaria que falasse sobre a recente apreensão de paganistas. O paganismo é ilegal em nosso país?
Não. Apesar do paganismo ter sido considerado proíbido durante a colonização portuguesa, ele foi abolido como crime em 1932 e acreditava-se até pouco tempo atrás, que as antigas práticas pagãs já tinham sido erradicadas em nosso país, mas não foi o que fora constatado, com a prisão daqueles indivíduos que realizavam ritual pagão, todavia é importante ressaltar que eles somente forma presos porque estavam na eminência de sacrificar uma criança em oferenda a um deus antigo, ou seja, foram presos por tentativa de homicídio, como qualquer outra pessoa, inclusive se fosse ortodoxo, seria preso nesta situação, logo, não é em hipótese alguma, uma perseguição religiosa, mas sim, uma prática policial para combate ao crime, independente de quem seja.
Encerramos nossa entrevista de hoje, foi um prazer entrevistá-lo.
O prazer é todo meu.

RTA-News.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Lapália em Seg Jan 14, 2013 3:18 pm

ooc: Só um observação: aqui não tiveste um Império Francês igual ao do mundo real. No entanto, o meu país ocupou essa função, em particular o Reino de Hastings, do qual Napoleão foi Director e Cônsul (não tendo havido a transição para Império, o Consulado manteve-se). No entanto, esse Napoleão terá sido muito parecido com o real. De resto, tem em atenção que aqui a história do mundo real não se aplica necessariamente, cada um cria a sua história e, por isso, alguns eventos reais podem não ter acontecido.
avatar
Lapália

Mensagens : 645

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Seg Jan 14, 2013 6:23 pm

OOC: Eu tomei o máximo de cuidado possível em adaptar tais eventos, é que o período imperial de meu país teve esta inspiração, à semelhança do que fora Pedro I no Brasil. Na verdade, se reparar bem, o "Imperador de Altínia" é uma mistura de Simón Bolívar, Napoleão e Dom Pedro I/IV, da vida real e, apesar de seu regime ter tido inspiração no Cônsul de Hastings, o nome Imperador foi restaurado por Altínia, por razões históricas, uma vez que antes do domínio português, Altínia tinha um Imperador (ora chamado por alguns historiadores locais apenas como Rei - sempre houveram divergências neste sentido), mas na prática, funcionou como um regime misto, entre o consulado, adotado em Lapália e uma monarquia, chegando ao seu fim, mais semelhante a uma monarquia do que um consulado, como fora em seu início.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Almada em Seg Jan 14, 2013 7:43 pm

ooc: eventos históricos têm que ser combinados, existe uma secção de história para fazerem isso.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Seg Jan 14, 2013 11:47 pm

PRESIDENTE DIZ: Aos Amigos, nosso apoio!


O Presidente Ferdinando Soares Paulit diz ao RTA-News: "Aos Amigos, nosso apoio!".


Embora Altínia ainda permaneça como uma nação neutra no cenário político global, o Presidente da Nação, Ferdinando Paulit, disse em entrevista coletiva agora pouco que, se for preciso Altínia irá apoiar, da maneira que puder, as nações amigas de Altínia, caso algum conflito bélico ocorra tomando dimensões globais.

Quando fora questionado de quem eram os amigos de Altínia, o Presidente manteve silêncio e logo em seguida disse que não era o momento certo de divulgar, pois isto fragilizaria a postura de neutralidade do Estado altíno, mas chegou a revelar que, em momento oportuno, Altínia saberá que ele está fazendo a escolha certa, para bem de todo o povo altíno.


Jéssica Barbosa Michelit, para o RTA-News.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Ter Jan 15, 2013 12:37 am

Governo divulga o Programa Nacional de Refugiados



O drama vivido pela comunidade muçulmana em Nova Salvador tem chocado diversos países ao redor do globo.

O Governo anunciou esta noite o Programa Nacional de Refugiados (PNR) após se sensibilizar com o drama vivido pela comunidade muçulmana em Nova Salvador, anunciou que o governo conferirá vistos de refugiados aos muçulmanos que tiverem relevante urgência em deixar Nova Salvador, em razão de perseguições, como o ato ocorrido no dia 11 deste mês, que culminou no assassinato de Miguel Ahmad, conforme fora divulgado Lapália Broadcasting.

Desta forma, o Presidente da Nação anunciou que o novo programa de vistos irá conceder vistos de validade de até 1 (um) ano, a refugiados muçulmanos, não requerendo quaisquer prerrogativas no ato da concessão, apenas que o indivíduo resida em território dominado por Nova Salvador e comprove ser seguidor da fé muçulmana.

Com esta medida, o Presidente visa dirimir o drama destes indivíduos, até que sejam acolhidos de volta aos seus lares. É importante ressaltar que este visto não concede direitos de residência plena, para isto, o refugiado terá de submeter a um processo de conversão de visto, caso queira residir em Altínia e gozar de todos os direitos de estrangeiro residente, como por exemplo, a possibilidade de obter a cidadania altínia, após determinado tempo de residência, caso queira.


Julio de Medeiros, para o RTA-News.

avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Nova Salvador em Ter Jan 15, 2013 12:57 am

ooc: Não tem embaixada Altina em Nova Salvador, os 34 mulçumanos que não foram enviados p/ Áustria estão cumprindo pena de prisão perpétua em base militar soteropolitana(os outros foram pros campos de concentração austríacos) logo o PNR não tem aplicação nenhuma Very Happy
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Ter Jan 15, 2013 1:07 am

ooc: Em tese não tem eficácia, mas acaba tendo. Caso algum prisioneiro consiga fugir e chegar em território que Altínia mantenha relações diplomáticas, poderá conseguir um Passaporte de Laissez-Paisser e ir até território Altínio, ou ainda, a qualquer país neutro, conseguir um Laissez-Paisser e viajar até Altínia e no aeroporto ou porto marítimo, obter o visto emergencial, sem quaisquer problemas.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Nova Salvador em Ter Jan 15, 2013 1:21 am

Altinia escreveu:ooc: Em tese não tem eficácia, mas acaba tendo. Caso algum prisioneiro consiga fugir e chegar em território que Altínia mantenha relações diplomáticas, poderá conseguir um Passaporte de Laissez-Paisser e ir até território Altínio, ou ainda, a qualquer país neutro, conseguir um Laissez-Paisser e viajar até Altínia e no aeroporto ou porto marítimo, obter o visto emergencial, sem quaisquer problemas.

ooc: Escapar de uma base militar é como escapar de Guantanamo, tu precisaria de um detector de minas p/ escapar vivo...
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Ter Jan 15, 2013 1:54 am

Nova Salvador escreveu:
Altinia escreveu:ooc: Em tese não tem eficácia, mas acaba tendo. Caso algum prisioneiro consiga fugir e chegar em território que Altínia mantenha relações diplomáticas, poderá conseguir um Passaporte de Laissez-Paisser e ir até território Altínio, ou ainda, a qualquer país neutro, conseguir um Laissez-Paisser e viajar até Altínia e no aeroporto ou porto marítimo, obter o visto emergencial, sem quaisquer problemas.

ooc: Escapar de uma base militar é como escapar de Guantanamo, tu precisaria de um detector de minas p/ escapar vivo...

Bom, mesmo assim, quem conseguir tá livre.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Ter Jan 15, 2013 6:34 pm

Aberta as Inscrições para o Serviço Militar Obrigatório



O Serviço Militar Obrigatório é vital para a defesa de Altínia

Começaram hoje, dia 15 de Janeiro, as inscrições para o Serviço Militar Obrigatório para a Guarda Armada Nacional. Todos os altínios, que fizerem 16 (dezesseis) anos, este ano, deverão procurar a Secretaria do Quartel Militar da Guarda Armada mais próxima e realizar sua inscrição. No ato da inscrição, o candidato deve estar munido de Certidão de Nascimento ou Comprovante de Naturalização, Certificado de Matricula Escolar (caso estudante), Comprovante de Emprego (caso empregado), Comprovante de Residência, e 02 (duas) fotos 3x4. O alistamento nem o serviço militar é obrigatório para naturalizados maiores de 21 (vinte e um) anos. Os maiores de 40 (quarenta) anos, que nunca se alistaram, mesmo que cidadãos natos, ficam automaticamente dispensados da obrigação.

O governo estima que pelo ao menos 130 mil deverão se escrever para o cumprimento de tal obrigação, sendo que, apenas 15% destes serão convocados para o serviço militar obrigatório, com duração de 3 (três) anos.

Saiba mais sobre o Serviço Militar Obrigatório:

Desde o ano de 1894, o Serviço Militar é obrigatório em Altínia, todavia, com a vigente constituição, tal serviço sofreu modificações, para se adaptar a nova estrutura militar e burocrática do país.

Antes de 1974, Altínia possuía três forças armadas: Exército, Marinha e Aeronáutica. Após este ano, estas forças militares foram unificadas na Guarda Armada Nacional, que se constitui em uma instituição una e indivisível. Com a unificação, o Patriarca é o Chefe Cerimonial Supremo da Guarda Armada Nacional, todavia, quem exerce o comando supremo de fato é o Marechal da Guarda Nacional, assessorado pelo Conselho de Oficiais Generais. Tanto o Marechal, como os Oficiais Generais, devem ser praticantes da fé-ortodoxa altínia. Cada oficial general, fica responsável pelo comando superior de cada Brigada Militar. Atualmente a Guarda Armada Nacional possui as seguintes Brigadas Militares:
- Brigada Militar de Exército: Responsável pela guarda das fronteiras e combate terrestre;
- Brigada Militar Naval: Responsável pela guarda costeira e combate marítimo;
- Brigada Militar de Emergências: Responsável pela realização de serviços típicos corpo de bombeiros e outras funções de notório caráter emergencial;
- Brigada Militar Aérea: Responsável pela guarda do espaço aéreo nacional e combate aéreo;
- Brigada Militar de Segurança Pública: Responsável pelo policiamento de elite e fronteiriço, no combate ao crime organizado e a manifestações ilegais.

No ato do alistamento, o candidato pode fazer a opção por qualquer uma destas brigadas, caso seja incorporado, todavia, a opção do candidato não vincula a Guarda Armada Nacional a sua opção, todavia, sempre que for possível, a Guarda Armada Nacional respeitará a opção do candidato, exceto no caso de excesso de contingente naquela brigada militar.

O Serviço Militar Obrigatório é de grande relevância para Altínia pois, o baixo orçamento militar do país não permite a manutenção de muitos militares com postos permanentes e assalariados, desta forma, os conscritos, normalmente passam a ocupar as graduações inferiores da Guarda Armada, onde o Estado Altínio, por seu orçamento extremamente limitado, vê dificuldades em incorporar contingente fixo, em razão de seu baixo orçamento.

No primeiro ano de incorporação, o conscrito é admitido como recruta, sendo que dentro de seis meses, se tiver bom comportamento, será promovido a Soldado de 1ª Classe. Ao ser graduado como soldado, ele permanecerá com tal graduação durante um ano, onde, se constatado bom comportamento, será promovido a Sargento Inferior. Após seis meses como Sargento Inferior, ele poderá ser promovido a Sargento Superior, caso tenha concluído sua educação escolar e tenha bom comportamento. Por fim, nos seis últimos meses do serviço militar, ele pode ser promovido a Subtenente, exercendo o poder de comando superior entre todos os conscritos.

Todos os anos, novos conscritos são incorporados ao Serviço Militar, o que permite a eficácia deste sistema, garantindo a Guarda Armada Nacional, pelo ao menos, 30 mil praças em seu efetivo. Ao todo, a Guarda Armada Nacional, tem contado com pelo ao menos, 32,5 mil homens em seu efetivo, de acordo com a Superintendência de Estatísticas da Guarda Armada Nacional (SEGAN).

Os conscritos ainda poderão optar por se incorporar, após o término do Serviço Militar, na Guarda Armada Nacional, para isto, os interessados deverão ter atingido as patentes de Subtente ou Sargento Superior, durante o serviço militar e se submeterem a uma prova de 60 (sessenta) questões, para ingresso na Escola de Oficiais Militares de Monte Althós. Se aprovados no exame, deverão se matricular na escola de oficiais, passando assim a receber a patente de Oficial Aspirante, devendo estes estudar, durante 2 (dois) anos, o curso superior de Estratégia Militar, que inclui disciplinas como Direito Militar, Sociologia, Economia, Educação Física, Raciocínio Lógico, Ciências Políticas, Estratégia e etc. Os estudos são todos custeados pelo governo e os aprovados na Escola de Oficiais, além de receberem o diploma de Graduação, serão incorporados a Brigada Militar a qual já pertenciam, com a patente de Tenente. Somente serão aprovados na escola de oficiais, aqueles que obtiverem média final geral, em todas as matérias, igual ou superior a 6,0 (seis) pontos. O número de vagas por turma da escola de oficiais é de 30 (trinta) alunos, por ano.

Os dispensados, os que houverem concluído o serviço militar ou os que optarem pela incorporação, deverão ir a Prefeitura do Concelho onde residem, munidos de:
- Atestado de Dispensa de Incorporação; Certificado de Conclusão das Obrigações Militares; Atestado de Matrícula na Escola de Oficiais;
- 2 fotos 3x4, coloridas e de fundo branco;
- Comprovante de Residência;
- Comprovante de Pagamento da Taxa de Registro (F$ 10.00)

Portando tais documentos, deverão se dirigir a Secretaria de Registro Civil da Prefeitura do Conselho e requerer o alistamento como eleitores, que é obrigatório a todos os cidadãos altínios. O secretário de registro civil deverá averiguar os documentos solicitados e retê-los, para verificar se não há irregularidades nestes. Constatado que não há nenhuma irregularidade, o cidadão deverá dirigir-se novamente a secretaria, dentro de uma semana, para retirar seu Documento Nacional de Identidade (DNI), que consiste em uma carteira com foto, impressão digital do polegar direito e assinatura (colhidas na hora da retirada do documento), número da inscrição como eleitor (com local de votação), nome do portador, filiação, data de nascimento, local de nascimento, número de inscrição na Fazenda Pública, altura e tipo sanguíneo do candidato (informações constantes nos documentos militares). O documento deverá ser plastificado e renovado de 10 em 10 anos ou caso o indivíduo mude de concelho, este deve ser transferido pro novo concelho de sua residência.

Para as mulheres, seminaristas, homossexuais, transsexuais, deficientes físicos e mentais, não haverá serviço militar obrigatório, sendo todos isentos deste serviços, em tempos de paz. Para estes indivíduos, a obtenção do DNI fazer-se-á no mesmo trâmite anterior, todavia, não haverá a necessidade de trazer os documentos militares anteriormente exigidos, todavia, deverão trazer:
- Exame de sangue que comprove o tipo sanguíneo;
- Certidão de Nascimento;
- Atestado médico que comprove a deficiência física ou mental (quando for o caso);
- Atestado de matrícula em seminário (quando for o caso);
- Atestado de noivado (para mulheres que vão se casar e precisam obter o DNI para contrair o matrimônio).

Para obter o DNI, em qualquer caso, é preciso ser maior de 16 (dezesseis) anos, todavia, somente aos 19 (dezenove) anos, a obtenção do documento é obrigatória. Transsexuais e Homossexuais deverão se dirigir a Secretaria de Registro Civil da Prefeitura do Concelho e serem submetidos a um "Exame de Acariação" para constatar a homossexualidade ou a transsexualidade. Se comprovada, o secretário emitirá uma Declaração Positiva de Homossexualidade ou Transsexualidade e irá fazer o trâmite para a expedição do DNI. A Declaração Emitida deverá ser guardada pelo cidadão, para que seja eximido das obrigações militares em tempos de paz.

Os incorporados ao serviço militar obrigatório, irão estudar normalmente durante a incorporação, concluindo a educação básica (quando for o caso) ou ainda, recebendo a educação básica (para aqueles que não a tiveram antes da incorporação), mostrando a função social da Guarda Armada na erradicação do analfabetismo. Os incorporados como oficiais, também terão aulas de trânsito, durante o período em que estiverem na Escola de Oficiais. O Salário Inicial para um Tenente (primeiro cargo remunerado da hierarquia do exército), será de F$ 700.00 (equivalente a US$ 128.00). A promoção aos cargos do oficialato se dará a cada três anos, por merecimento. O cargo máximo do oficialato é o de Marechal, que recebe um soldo mensal de F$ 7,000.00 (equivalente a US$ 1,280.00), equivalente a pouco menos de 2/3 do teto máximo do funcionalismo público altínio. A aposentadoria é compulsória aos 30 (trinta) anos de carreira, contados desde o ingresso no Serviço Militar Obrigatório.

Aos não incorporados, os tempos de Serviço Militar Obrigatório, são contados como tempo de serviço para a aposentadoria. O DNI é um documento vital para a vida do cidadão em Altínia, havendo inclusive uma versão para Estrangeiros Residentes, com trâmite diferenciado para a obtenção. Sem o DNI, o cidadão altínio não pode abrir conta bancária, obter licença para condução de veículos automotores, obter passaporte, abrir empresa e etc. Durante a conscrição militar, o incorporado não receberá nenhum salário, como fora dito, salários na hierarquia militar Altínia só existem a partir da patente de tenente, e por ser um soldo significativo, tem atraído muitos para o desejo de incorporação à Guarda Armada Nacional, além da estabilidade promovida pela carreira militar.

Pedro Tavares Bernadit, para o RTA-News.


Última edição por Altinia em Qua Jan 16, 2013 3:41 am, editado 2 vez(es)
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Ter Jan 15, 2013 7:02 pm

Presidente anuncia novo Salário Mínimo



Novo Salário Mínimo é anunciado a Classe Trabalhadora de Altínia

Esta manhã, o Presidente da Nação, Ferdinando Paulit anunciou o novo Salário Mínimo nacional, que será de F$ 180.00 (Centro e Oitenta Florins), o equivalente a US$ 32.94, um aumento de 12% para a classe trabalhadora, em relação ao atual mínimo vigente.

O aumento do salário mínimo, em porcentagem histórica, reflete a preocupação do Presidente com as eleições de Março, onde seu partido (Partido dos Trabalhadores de Altínia), terá que disputar as eleições nacionais, para obter novamente maioria na Assembleia Nacional e com isso, manter a presidência da nação, sob o controle dos trabalhistas.

O aumento do salário mínimo reflete em vários setores da sociedade, como, as contribuições para a Previdência Social e os salários do setor privado e público civil, calculados com base no valor do salário mínimo. Inclusive o salário do Presidente da República sofrerá aumento, uma vez que, o teto máximo do funcionalismo público é fixado em 100 Salários Mínimos, ou seja, F$ 18,000.00 (equivalente a US$ 3,294.00) que é recebido pelo Presidente da Assembleia Nacional, pelo Presidente da Nação, pelo Patriarca e pelo Presidente da Corte Suprema de Justiça mensalmente.


Julio de Medeiros, para o RTA-News.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Ter Jan 15, 2013 7:30 pm

Montadora anuncia versão 2013 de seu sucesso de vendas


Peugeot 405 SLX, montado em Altínia, através de licença concedida a Fábrica de Automóveis do Grena (FAG), sediada no Concelho de Alda, é sucesso de vendas em todo o país, desde seu lançamento em 1995
Estilo quadrado e com poucas mudanças em sua aparência, este tradicional carro que vemos todos os dias nas ruas de nosso país, sofre leves mudanças estéticas em sua versão 2013. Foram colocadas lentes de policarbonato, que deram uma atualizada na aparência do veículo, sucesso de vendas no país, que já obteve o recorde histórico de 2.000 unidades vendidas, em um único mês (Outubro/2008), marca jamais atingida por qualquer carro na história de Altínia.

As alterações na versão 2013 são meramente estéticas. O carro continua sendo oferecido em uma única opção de acabamento (SLX), o que tem sido feito desde 2003, quando o veículo deixou de ser o sedã-médio da montadora e passou a ser um sedã-compacto. O veículo continua sendo oferecido com apenas uma opção de motor: 1.5 8v (Diesel) - o que ocorre desde 2003.

O principal atrativo do veículo é a capacidade que ele possui em transportar confortavelmente cinco pessoas, mais a bagagem, além de seu baixo preço, que para versão 2013 deve ficar em F$ 28,961.75 (aproximadamente US$ 5,300.00), valor equivalente ao de seus concorrentes. Todavia, este tem sido o predileto das famílias altínias, normalmente numerosas (com média de 2 a 3 filhos por casal), em razão do espaço e do baixo preço, que sofreu queda significativa, quando em 2005, o governo reduziu pela metade os impostos sobre a produção de veículos populares. Este veículo também é o predileto da Polícia Nacional, de taxistas e outros órgãos governamentais do país.

Jéssica Barbosa Michelit, para o RTA-News.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Palavra do Comentarista

Mensagem  Altinia em Qua Jan 16, 2013 5:49 pm

Comentário de hoje: "A África é Nossa"



Guerras na África assolam o continente

"Oras, eu fico a me questionar sempre quando olho para o mapa-mundo e vejo a África sob o domínio de dois países apenas: Nova Salvador e Portugal. Parece-me que a comunidade internacional ainda não se conscientizou do risco de apenas duas nações dominar um continente como aquele. Além da 'faxina étnica' que Nova Salvador tem promovido contra os muçulmanos, em sua maioria, de origem africana, vemos a África hoje como um continente pobre e atrasado, com pontos isolados, com exceção de Luanda, onde, queira ou não, Portugal tem feito grandes investimentos em sua principal cidade hoje, mas isto é uma exceção à regra geral, pois, diferentemente de Nova Salvador, os portugueses querem permanecer controlando o Atlântico Sul e fazem grandes feitos, enquanto os neo-soteropolitanos, querem conquistar o Mar Cáspio, mas ao que tudo indica, querem recolonizar este.

Barbaridade meus amigos, a África é nossa, sim! A comunidade internacional tem o dever de cuidar da África. Cuidar de nossos irmãos africanos, que são mortos diariamente pela fome, faxina étnica, escravidão e outras práticas que para nós, americanos e europeus, são inimagináveis, mas que ocorrem diariamente com nossos irmãos africanos.

A América e a Europa possuem o dever sagrado de zelar pelo bem da comunidade mundial. Amar o próximo é uma dádiva e para que nossos irmãos africanos possam usufruir das graças do amor fraternal, devemos libertar as algemas destes pobres homens e mulheres, que todos os dias sofrem, sem ter o que comer e o que vestir. Irmãos do mundo, a África é nossa! Devemos nos preocupar com o que se passa com estes pobres homens e mulheres.

Sinceramente, eu recomendaria, aos principais países do mundo, a instalar protetorados na África. Seriam pequenas porções territoriais, que seriam concedidas a vários países do mundo, conforme o mapa abaixo:


No mapa mostra os protetorados africanos de como a África seria dividida:

África Portuguesa: Moçambique e Angola
África Austríaca: Gana
África Almadesa: Gabão
África Lapála: Guiné e Quênia
África Russa: Togo
África Galega: Cabinda
África Altínia: Rodésia
África Neo-soteropolitana: Costa do Marfin
África Astariana: Senegal
África Paulista: Congo
África Sarvoyana: Benin

Estes protetorados ficariam sob domínio dos países acima mencionados. Estes países seriam independentes, todavia, sob a supervisão administrativa dos países citados, podendo inclusive serem concedidos a novos membros posteriormente, quando faltassem espaços a ocupar em RP, ou ainda, constituírem posteriormente, nações independentes de fato.

Esta seria a salvação dos povos africanos. A comunidade internacional zelaria por este continente que necessita tanto de nossa ajuda. Somente quando houver paz na África, o mundo viverá em paz e comunhão, como deve ser. A humanidade unida para seu próprio bem".



Antonio Marques Carlit, comentarista.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Nova Salvador em Qua Jan 16, 2013 6:07 pm

Um professor de História de Nova Salvador manda um email aos autores do documentário bem como a produção da RTA.

Poupem-nos, Nova Salvador surgiu na áfrica é uma nação genuinamente africana, perdemos território após uma guerra com Portugal, mas a África é nossa! Aliás, nossa capital é na áfrica se é que os bastardos não compreendem. Quanto as supostas pretensões expansionistas não tem base histórica, nem documental, trata-se de distorção da realidade, isso não pode e não deve ser levado a sério por ninguém que tenha um cérebro dentro da caixa craniana.
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Sex Jan 18, 2013 12:46 am

GOVERNO PROÍBE CASSINOS


Projeto de iniciativa do parlamentar Rodrigo Carlos Silva, da bancada governista, aprovado na Assembleia Nacional, recebeu sanção do Patriarca nesta tarde.

A partir de amanhã, todos os cassinos existentes em Altínia serão interditados e suas licenças de funcionamento suspensas, conforme prevê a Lei nº. 6.708/2013, de iniciativa do parlamentar Rodrigo Carlos Silva (PTA), que foi aprovada pelo parlamento no dia sete, recebeu a sanção presidencial dia 12 e finalmente a sanção do patriarca hoje, dia 17, às 15h.

Ao sancionar o projeto de inciativa da bancada governista, o Patriarca da Igreja de Altínia, chefe do Poder Moderador de Altínia, Dom Antônio Tavares Emanuelit, alegou que a proibição dos cassinos é uma "questão cristã" e que "todo vício deve ser combatido", ainda mais no caso dos cassinos, onde figuravam inúmeras denúncias de trabalho infantil, tráfico de drogas e prostituição, relacionadas a estes estabelecimentos.

Apesar dos cassinos terem sido, desde a Proclamação da República nos anos 30, um dos principais impulsionadores da economia altínia, a população recebeu bem a proibição, talvez em razão da economia altínia hoje ser menos dependente de tais empreendimentos do que fora no passado, o que abalará menos a economia altínia hoje, do que se esta medida tivesse sido feita há duas décadas atrás.


Julio de Medeiros, para o RTA-News.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Charge do Dia: McHitler

Mensagem  Altinia em Sex Jan 18, 2013 3:05 pm

Charge do Dia: HEIL McHITLER!



Parece-me que algum correspondente internacional conseguiu pegar o temido McHitler em um ângulo descontraído.


OCC: Isto é apenas uma charge. O RTA-News não faz nenhuma apologia ao regime de McHitler na Áustria, nem tampouco o Estado de Altínia. O RTA-News é um canal privado de notícias e tudo que é publicado no jornal, é concedida pela liberdade de imprensa concedida pela Constituição Nacional.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Commonwealth em Sex Jan 18, 2013 3:35 pm

Altinia escreveu:
Comentário de hoje: "A África é Nossa"



Guerras na África assolam o continente

"Oras, eu fico a me questionar sempre quando olho para o mapa-mundo e vejo a África sob o domínio de dois países apenas: Nova Salvador e Portugal. Parece-me que a comunidade internacional ainda não se conscientizou do risco de apenas duas nações dominar um continente como aquele. Além da 'faxina étnica' que Nova Salvador tem promovido contra os muçulmanos, em sua maioria, de origem africana, vemos a África hoje como um continente pobre e atrasado, com pontos isolados, com exceção de Luanda, onde, queira ou não, Portugal tem feito grandes investimentos em sua principal cidade hoje, mas isto é uma exceção à regra geral, pois, diferentemente de Nova Salvador, os portugueses querem permanecer controlando o Atlântico Sul e fazem grandes feitos, enquanto os neo-soteropolitanos, querem conquistar o Mar Cáspio, mas ao que tudo indica, querem recolonizar este.

Barbaridade meus amigos, a África é nossa, sim! A comunidade internacional tem o dever de cuidar da África. Cuidar de nossos irmãos africanos, que são mortos diariamente pela fome, faxina étnica, escravidão e outras práticas que para nós, americanos e europeus, são inimagináveis, mas que ocorrem diariamente com nossos irmãos africanos.

A América e a Europa possuem o dever sagrado de zelar pelo bem da comunidade mundial. Amar o próximo é uma dádiva e para que nossos irmãos africanos possam usufruir das graças do amor fraternal, devemos libertar as algemas destes pobres homens e mulheres, que todos os dias sofrem, sem ter o que comer e o que vestir. Irmãos do mundo, a África é nossa! Devemos nos preocupar com o que se passa com estes pobres homens e mulheres.

Sinceramente, eu recomendaria, aos principais países do mundo, a instalar protetorados na África. Seriam pequenas porções territoriais, que seriam concedidas a vários países do mundo, conforme o mapa abaixo:


No mapa mostra os protetorados africanos de como a África seria dividida:

África Portuguesa: Moçambique e Angola
África Austríaca: Gana
África Almadesa: Gabão
África Lapála: Guiné e Quênia
África Russa: Togo
África Galega: Cabinda
África Altínia: Rodésia
África Neo-soteropolitana: Costa do Marfin
África Astariana: Senegal
África Paulista: Congo
África Sarvoyana: Benin

Estes protetorados ficariam sob domínio dos países acima mencionados. Estes países seriam independentes, todavia, sob a supervisão administrativa dos países citados, podendo inclusive serem concedidos a novos membros posteriormente, quando faltassem espaços a ocupar em RP, ou ainda, constituírem posteriormente, nações independentes de fato.

Esta seria a salvação dos povos africanos. A comunidade internacional zelaria por este continente que necessita tanto de nossa ajuda. Somente quando houver paz na África, o mundo viverá em paz e comunhão, como deve ser. A humanidade unida para seu próprio bem".



Antonio Marques Carlit, comentarista.

O Consulado envia uma mensagem a felicitar o comentador, só o informa que Nova Salvador é uma nação de origem africana e que por isso deveria ter o seu território restituído, que foi roubado pelos portugueses. (ooc: a ideia de ter uma colónia na África é um sonho de McHitler, isto é uma desculpa excelente, só precisa de garantir que mais Lapália apoia o plano altínio.)
avatar
Commonwealth

Mensagens : 911

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Almada em Sex Jan 18, 2013 3:39 pm

Em Almada esta visão colonialista de África não é levada a sério pelos políticos.
avatar
Almada
Admin

Mensagens : 751

Ver perfil do usuário http://nsportugal.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Sex Jan 18, 2013 4:06 pm

Morador de Rua ganha 'esmola gorda'



O Florim está em circulação em Altínia desde a colonização portuguesa, todavia, as moedas antigas possuem valor superior ao real de sua cunhagem, em razão do material em que foram confeccionadas.


Paulo Joanit, morador de rua de Monte Althós, recebeu um ontem a noite, de um misterioso homem, utilizando um sobretudo grafite, um saco preto com algumas moedas. Paulo conta que não deu para olhar a cara do homem de sobretudo e teve medo de abrir o saco pela noite, todavia, durante a manhã, sua curiosidade falou mais alto e abriu o pequeno saco. Dentro do saco de veludo preto, haviam vinte e três moedas de florim antigas, do tempo colonial, cunhadas em outro de 18 quilates, pesando dois quilates cada uma, datadas de 1696. Frustrado, o morador de rua achou que tais moedas não tinham valor, quando procurou o dono de um bar próximo, Agenor Lanterna Franco, dono do "Bar do Laterna", na Freguesia de Ramalho, periferia da capital nacional, que orientou o morador de rua a procurar seu irmão, que era advogado.

Heitor Lanterna, advogado na Freguesia de Ramalho, entrou em contato com o Banco Nacional, responsável pela expedição e cunhagem de moedas no país e junto com o morador de rua, dirigiu-se até o escritório do Banco Nacional, onde o responsável local, ficou encantado com as moedas antigas que o morador de rua trazia consigo e encaminhou-as para o departamento de conversão monetária, onde a contabilidade verificou o valor atual das moedas, para que o Banco Nacional pudesse converter em valor atual circulante, para entregar ao morador de rua.

Assustadoramente, o departamento de contabilidade verificou que o morador de rua havia ganhando F$ 10,781.07 (equivalente a US$ 2,096.32), que lhes são entregues pelo responsável local do Banco Nacional, em troco das moedas de ouro, que foram enviadas para o Museu do Banco Nacional, para serem expostas aos interessados.

Em entrevista ao RTA-News, o morador de rua disse que com o dinheiro, ele comprará um bilhete de trem para voltar a sua terra natal; a pequena cidade de Guaitamá, na província de Margem do Ypó, no norte do país. O bilhete para a localidade custa F$ 30.00 (equivalente a US$ 5.25). Paulo mudou-se para Monte Althós aos 21 anos, logo após concluir o serviço militar, em busca de um emprego na capital, todavia, ficou desempregado aos 32 anos e há oitos anos vivia pelas ruas da Freguesia de Ramalho. Paulo pagou os honorários ao advogado (de aproximadamente 6% do valor da quantia) e deu F$ 300.00 ao taberneiro que o ajudou. Com o restante, Paulo pretende comprar uma casa simples em sua terra natal. Até agora não se sabe nada sobre o misterioso homem que deu a quantia a Paulo.

Emanuel Lopes de Azevedo, para o RTA-News.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Sex Jan 18, 2013 8:13 pm

Questão Nova Salvador: "Vizinhança Quente"


O RTA-News entrevistou o Presidente de Altínia acerca das questões relacionadas a Nova Salvador e os acontecimentos recentes envolvendo Altínia e este país.


RTA: Boa Tarde Sr. Presidente, sou Julio de Medeiros, repórter do RTA-NEWS
PFP: Boa Tarde Julio, boa tarde Altínia, boa tarde todos.
RTA: Presidente, o foco da comunidade internacional hoje parece-me ser Nova Salvador e suas relações de apoio com o governo de McHitler. Gostaríamos de saber, quais são os interesses de Altínia hoje nesta questão?
PFP: Bom Júlio, a questão é altamente delicada. A costa marítima Altínia para o índico fica a poucas léguas de Nova Salvador, o que nos preocupa, geopoliticamente falando, acerca de quaisquer conflitos que possam haver na África. Os austríacos, propriamente ditos, não preocupam Altínia, pois parece-me que o governo de McHitler está a sofrer problemas internos, o que pode resultar em uma possível queda, ou não, isso só o tempo dirá, mas, Nova Salvador é o centro das preocupações de Altínia hoje e todos os interesses geopolíticos de Altínia hoje, estão voltados a esta questão marítima.
RTA: O governo possui alguma relação com o mapa feito pelo comentarista de nosso jornal? Teria o governo interesse em transformar aquela simples ideia em um plano geopolítico para Altínia?
PFP: Obvio que não. A divulgação daquele mapa somente fora possível graças a liberdade de imprensa que temos em nosso país, mas é claro que não temos interesse em partilhar a África. O governo do Partido Trabalhista de Altínia, tem sido marcado pela nossa aproximação com os países democráticos, logo, é evidente que não queremos uma partilha na África, pois isto desagrada os interesses das principais potências aliadas do globo, que são nossas aliadas internacionais. Além disso, o plano seria evidentemente mesquinho, no contexto cultural, uma vez que a raiz do povo neo-soteropolitano, é africana, não tem coerência levá-los para a Ásia. Os neo-soteropolitanos foram para a Ásia, fugindo dos invasores portugueses.
RTA: Se os portugueses são o problema na questão neo-soteropolitana, não deveria a comunidade internacional se mobilizar em prol de um acordo entre ambas as nações?
PFP: Evidentemente que sim, mas não sei se as partes querem de fato um acordo. A maior cidade portuguesa hoje está na África e usurpar Luanda dos portugueses é estagnar a economia deste país. Quanto ao poder bélico, ambos os países tem capacidade semelhante, todavia, Portugal mostra-se isolado, enquanto Nova Salvador tenta de uma forma desesperada, buscar aliados para a conquista de influencia política na região, o que denuncia uma guerra a vista.
RTA: Na sua opinião, que achas que os líderes neo-soteropolitanos deveriam fazer para reaver o território histórico?
PFP: Bom, entrar em guerra com os portugueses para recuperar o território, será algo inevitável, todavia, Nova Salvador deveria aceitar intervenção da comunidade internacional e transformar a África num protetorado. Desta forma, Nova Salvador renunciaria a suas possessões na Ásia e as dependências insulares no Mar Cáspio, em troca de 80% do território africano, ficando o restante a Portugal, no fim de preservar Luanda aos portugueses e evitar uma falência deste país. Por fim, Nova Salvador deveria se submeter a um programa de democratização, cuja instituição seria fiscalizada por países notoriamente democráticos e, qualquer descumprimento deste programa, acarretaria intervenção militar no país.
RTA: Presidente, quando você fala em Programa de Democratização em Nova Salvador, quais medidas você prevê para tal programa?
PFP: Pois bem, a primeira delas, é a secularização do Estado, ou seja, não sei se Nova Salvador adota um Estado Laico ou não, mas é preciso romper definitivamente com os preconceitos religiosos existentes por lá, como a perseguição aos homossexuais, aos muçulmanos e etc. motivados unicamente pro uma questão moral e religiosa. Em segundo lugar, creio que no caso deles, a supressão da monarquia e da nobreza é vital para a democracia, creio que a República tem que ser proclamada em Nova Salvador e um conselho internacional exercer supervisão sobre os atos do Poder Executivo local. Terceiro lugar, é vital programas de assistencialismo em Nova Salvador, com o fim de reduzir a miséria naquelas terras. Quarto lugar, defendo a privatização dos organismos de mídia e organismos estratégicos que tornam o Estado neo-soteropolitano demasiadamente forte. E por fim, em quinto lugar, proponho a redução artificial do orçamento militar deles em 1/4 em relação ao atual e a desmilitarização dos arsenais nucleares deles, que deverão ser destruídos.
RTA: Presidente, acreditas que os Neo-soteropolitanos aceitariam isso?
PFP: Infelizmente não aceitariam e é exatamente isso que me amedronta. O povo neo-soteropolitano sofre com um ufanismo exacerbado, fomentado pela maquina estatal deles, o que os levaria a guerra, sem limites para detê-los. Por outro lado, eles devem saber que Altínia não é inimiga de Nova Salvador, todavia, não iremos compactuar com nenhuma guerra sangrenta e desmedida que eles possam promover, ainda que o Partido Trabalhista de Altínia seja defensor da reconquista da África pelos neo-soteropolitanos - o que não é uma visão unânime no país.
RTA: E quanto ao Pacto de Cooperação Militar com Lapália: Em que Lapália será util aos altínios?
PFP: Veja, somos um país subdesenvolvido, com baixo orçamento militar e uma moeda fraca; estes fatores nos impede de manter uma força armada bem eficiente, o que tenho esperança que possa mudar com a nossa abertura política e econômica, promovida durante meu governo. Os Lapálios são os "mocinhos" da comunidade internacional; defendem a democracia e o bem da comunidade internacional, além de toda nossa ligação histórica e cultural, que existiu na época do Império e que está ressurgindo. Pois bem, os Lapálios também se preocupam com esta questão na África, mas possuem um dos exércitos mais poderosos do mundo, diferente de nosso país, todavia, possuíamos uma posição geográfica estratégica, logo, o acordo entre ambos os países foi algo natural, certamente, cedo ou tarde haveria, para o bem da democracia mundial.
RTA: Uma coisa que tem amedrontado muito os altínios, é sobre uma Guerra Mundial. Acreditas que haverá esta guerra?
PFP: Infelizmente sim. O mundo já está vivendo uma guerra fria. Conflitos entre Democracias e Estados Autoritários são frequentes e somente vencerá o mais organizado. O mapa político precisa ser alterado e muitos países querem dominar regiões estratégicas do globo, logo, creio que uma guerra global virá e todo o mapa global poderá ser modificado. É apenas uma questão de tempo. Todavia os altínios devem se manter despreocupados, pois o foco do conflito certamente será no Altântico, onde há a maior concentração de países do mundo hoje, assim, as populações distantes destes locais, devem ficar tranquilas, pois dificilmente haverá conflitos em Altínia.
RTA: Bom, a entrevista de hoje termina por aqui, foi um prazer entrevistá-lo, senhor Presidente.
PFP: O prazer é todo meu.


RTA-News Entrevista.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Nova Salvador em Sex Jan 18, 2013 8:21 pm

ooc: Não se aplicam as bases econômicas reais no RP, em tese minha nação salvo engano é mas rica que a tua, tendo em vista o fato de sua economia estar em "good" e a minha em "Frightening" Falar em miséria em Nova Salvador é ou não saber do que está falando ou má intenção na certa.
avatar
Nova Salvador

Mensagens : 626

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Altinia em Sex Jan 18, 2013 8:28 pm

Nova Salvador escreveu:ooc: Não se aplicam as bases econômicas reais no RP, em tese minha nação salvo engano é mas rica que a tua, tendo em vista o fato de sua economia estar em "good" e a minha em "Frightening" Falar em miséria em Nova Salvador é ou não saber do que está falando ou má intenção na certa.

OOC: Note que o presidente de Altínia disse que o país é subdesenvolvido, mas quando ele disse em miséria em Nova Salvador, ele não dizia acerca da riqueza de Nova Salvador, que é evidentemente mais rica do que Altínia, seja nos pontos que dispõe no fórum ou na própria pagina do nation-states, mas as desigualdades sociais do país, que são elevadas, afinal, a riqueza em Nova Salvador está concentrada majoritariamente nas mãos dos nobres, enquanto em Altínia este percentual de concentração é menor. Agora o "Good" e "Fightening" do Nation States é mais sobre o crescimento econômico, que se fossemos trazer pro mundo real poderíamos dizer que sua nação cresce 10% ao ano e a minha uns 5%. Agora, o Presidente de Altínia é um trabalhista, logo, a questão de desigualdade social, para ele, é de muita relevância, por isso a sugestão dos programas assistencialistas, todavia, a oposição conservadora acharia isso uma bobagem.
avatar
Altinia

Mensagens : 259

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rádio e Televisão Altínia (RTA)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum