NHK - Nippon Hōsō Kyōkai - 日本放送協会

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

NHK - Nippon Hōsō Kyōkai - 日本放送協会

Mensagem  Rokolev em Sab Jul 07, 2012 10:19 pm

日本放




Arrow Governo decide modernizar infraestrutura energética nacional


A actual dependência energética do país em centrais ou altamente poluidoras ou nucleares tem causado incómodo a muita gente durante as últimas décadas, em especial às pessoas que vivem na proximidade destas instalações. Com a chegada de grandes números de migrados/refugiados do Japão há meio século, as necessidades energéticas do país tornaram-se insuportáveis e uma política de construção rápida e barata para compensar essa falta foi tomada. Agora, passados largos anos, as consequências estão a ser sentidas. A poluição causa, para além de problemas respiratórios, um empobrecimento da fauna e flora do país, tornando-se estes cada vez mais pobres, algo que historicamente sempre foi valorizado.

O projecto tem em vista, inicialmente, a desactivação progressiva das centrais de carvão e óleo e seguidamente das nucleares, com prioridade para as mais antigas. Os críticos desta medida argumentaram que os custos da medida serão potencialmente insuportáveis, e que o rendimento energético de algumas fontes de energia são ou pouco eficientes ou inconstantes, em especial a eólica ou solar.
Para responder a estas críticas o Governo abriu um concurso onde empresas, não apenas Nipónicas, poderão apresentar projectos para centrais energéticas de qualquer tipo, com excepção das acima mencionadas - o objectivo é que as empresas acarretem a maior parte dos custos, mas que possam tirar proveitos de exploração das suas centrais. Ainda assim os críticos, em especial a esquerda, antevê um aumento dos preços energéticos do país, que é mau tanto para as pessoas mais pobres como para as indústrias e para o sector tecnológico, que necessitam de grandes quantidades de energia para realizar as suas actividades. Quando confrontado com a situação, o Primeiro Ministro veio responder a público.



Eu sei como esses comunistas pensam, gostam muito de criticar mas apresentar propostas, nada! Por um lado querem melhorar a qualidade do ar, o ambiente, mas ao mesmo tempo não querem pagar o preço nem arcar com as consequências das decisões. Se ao menos pudéssemos queimar as ideias deles para gerar energia, ainda serviam para alguma coisa..

Agora vamos apresentar os concursos e esperar as propostas, os Comunistas se quiserem também podem projectar centrais eléctricas hahaha..
avatar
Rokolev

Mensagens : 347

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=gothorum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NHK - Nippon Hōsō Kyōkai - 日本放送協会

Mensagem  Rokolev em Qua Set 12, 2012 9:53 pm

日本放




Arrow Violência em Karafuto (ooc: Sakhalin) vitíma 400 pessoas.


Ontem à tarde aconteceu uma tragédia como há muito não se via no Império. Por volta das 15h30 min um bando de aproximadamente 100 rufias entrou dentro do Parlamento Regional de Toyohara (ooc: Vladimirovka) enquanto decorria o debate mensal do Governo Regional com os deputados. Num golpe bárbaro e cobarde, o grupo executou o chefe de Governo Regional, Tadashi Ormura, e o seu braço direito o Ministro do Interior Morgunov em frente às câmaras de televisão. Após este acto de violência a Brigada Nipónica em Toyohara investiu contra o edifício para parar o bando criminoso, sofrendo algumas baixas mas conseguindo derrota-los até à chegada de militares locais. Aqui o impensável aconteceu, as nossas tropas e as Russas, em vantagem numérica, entraram em confronto, tendo no final do conflito sido vitoriosas após sofrerem largas baixas.

As razões para esta troca de tiros tão trágica ainda não é verdadeiramente conhecida, mas as nossas fontes indicam que os militares Russos tomaram o partido dos revoltosos e deliberadamente atacaram os nossos soldados sem piedade. Esta tese parece ser confirmada quando o Governo Imperial tentou contactar as forças militares locais e ordena-las para prender os revoltosos e liberarem o Chefe das Forças Armadas em Karafuto. A resposta que receberam foi negativa, os militares locais declararam que os revoltosos haviam tomado controlo do Governo e que a população local lhes tinha mostrado um apoio unânime, e que portanto eles iriam aceitar as suas ordens como Governo Provisório legítimo até haverem novas eleições.



O Primiro Ministro Jigoro Kano mostrou-se ultrajado com estas declarações, a rebeldia dos militares no Norte significa que o Império perdeu de facto controlo de tanto de Karafuto como de Kamchatka e das ilhas Kuril, mas nenhuma manifestação de independência foi feita até hoje, portanto o Governo Imperial decidiu, para já, não intervir directamente no local e esperar para ver como as coisas se desenrolam para evitar um aumento das hostilidades entre ambos os povos. Quem não ficou tão conformado foram os Uyoku dantai, de extrema-direita, que consideram que o Império deveria retaliar imediatamente e em força contra os "Homens das Neves", enviando largos números de militares para retomar controlo do território e impor Lei Marcial até ao desmantelamento dos rebeldes e total submissão dos militares locais.
avatar
Rokolev

Mensagens : 347

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=gothorum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum